Hennessey, dos EUA, divulgou hoje a primeira imagem do Venom GT World's Fastest Edition. Serão apenas três unidades e todas já foram vendidas por US$ 1,25 milhão cada, diz empresa

Venom GT terá uma versão limitada a três unidades com as cores da bandeira dos Estados Unidos
Divulgação
Venom GT terá uma versão limitada a três unidades com as cores da bandeira dos Estados Unidos

Em comemoração ao recorde de 435,31 km/h, atingido no mês passado , a Hennessey, montadora norte-americana do Texas, lançou hoje a versão especial do seu superesportivo Venom GT, o World’s Fastest Edition (edição mais rápida do mundo).

Segundo o fundador John Hennessey , o objetivo era "incorporar as cores da bandeira norte-americana". Pela foto divulgada até o momento, a pintura do WFE é inteira branca com duas listras - azul e vermelha - que vão do aerofólio até o capô.

A montadora informou ainda que só três unidades estão sendo construídas e que todas já foram vendidas por US$ 1,25 milhão cada (cerca de R$ 2,8 milhões). Para passar dos 400 km/h e acelerar de 0 a 300 km/h em 13,6 segundos, o Venom GT tem um motor capaz de gerar 1.244 cavalos, ou um cavalo para cada quilo do carro.

Assista ao vídeo e veja o Venom GT passando dos 435 km/h:

MAIS RÁPIDO DO MUNDO, MAS NÃO PARA O GUINNESS BOOK

O Venom GT não é - oficialmente - o automóvel mais veloz do planeta porque há alguns requisitos para a marca ser reconhecida pelo Guinness Book, entre eles atingir a velocidade em percurso de ida e volta para compensar a influência do vento e ter uma produção mínima de 30 unidades, uma a mais do que a Hennessey pretende fabricar.

Só não espere que o futuro comprador do Venom GT ande a mais de 400 km/h com frequência. Para registrar o recorde, no mês passado, o piloto precisou de pouco mais de 5,1 km - o teste foi conduzido no Centro Espacial Kennedy, nos EUA - para acelerar e frear com segurança. A Hennessey acredita que sua menina dos olhos chega a 447 km/h.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.