Ação no cartão-postal de Nova York é parte das comemorações pelos 50 anos do icônico carro. Modelo 2015 foi levado hoje até o 86° andar pelos elevadores e fica exposto até a madrugada de sexta-feira

Conforme anunciado no final do mês passado , a Ford levou hoje seu novo Mustang conversível para o topo do Empire State Building, em Nova York, nos Estados Unidos, com mais de 400 metros de altura. A ação é parte das comemorações pelos 50 anos de produção contínua do modelo, um dos grandes símbolos da indústria automotiva norte-americana.

A ação, no entanto, não é inédita.

Em 1965, um protótipo do Mustang conversível foi cortado em três e transportado até o topo do prédio pelos elevadores.

Quase 50 anos depois, a montadora construiu dois modelos para esta iniciativa, o que está exposto a partir da manhã de hoje e um segundo que serviu de cobaia para que fosse definido onde o carro seria cortado.

Como o observatório do Empire State fecha às 2h da manhã e reabre às 8h para os turistas, a equipe responsável pela montagem do Mustang, formada por seis pessoas, teve uma janela de seis horas para montá-lo e deixá-lo pronto a tempo.

Veja também: Concorrente direto no mercado, Camaro dá parabéns ao Mustang

"A equipe treinou a montagem completa por vários dias, cronometrando tudo, como uma equipe de Nascar ou de Fórmula 1", diz Dave Pericak, engenheiro-chega da linha Mustang. Assim que o Empire State fechar suas portas às 2h da manhã desta sexta-feira, os seis funcionários terão seis horas para desmontar tudo e não deixar nenhum vestígio do carro.

Assista à montagem do Mustang que foi levado para o Empire State:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.