Carro de 1957 foi dirigido pelo astro do rock enquanto servia o Exército norte-americano na Alemanha, no final dos anos 50, e está exposto no museu da montadora, em Munique

Entre 1955 e 1959, a BMW produziu apenas 254 unidades do modelo de luxo 507. Considerado um símbolo de status na época, o carro custava 26,5 mil marcos alemães, o que seria equivalente a 340 mil euros (R$ 1,01 milhão) nos dias atuais.

O alto preço fez com que poucas pessoas pudessem ter um BMW 507, e uma delas foi ninguém menos que Elvis Presley, que serviu o Exército norte-americano na Alemanha no final dos anos 50.

Diversas lendas cercam o BMW 507 guiado pelo Rei do Rock. A primeira diz que Elvis, a princípio, não comprou o veículo, mas o alugou, uma vez que assinou o contrato, em alemão, sem saber direito o que estava escrito ali. Outra afirma que ele pintou o automóvel, originalmente branco, de vermelho porque estava cansado das marcas de batom deixadas pelas fãs na lataria.

O que aconteceu com o automóvel depois que Elvis retornou da Alemanha não está claro. Alguns afirmam que o carro voltou para as mãos da BMW assim que o empréstimo acabou, outros que ele foi enviado para os EUA.

O que se sabe é que após a exposição "Elvis's BMW 507: Lost & Found", que vai até o próximo dia 10 de agosto, o BMW 507 será restaurado por especialistas do grupo alemão, o que, a julgar pelas imagens divulgadas, é preciso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.