Camisa colada do Uruguai, chuteiras de cores diferentes, gravata laranja, barba e bigode, uniformes monocromáticos... Veja o que mais dá para aprender com a Copa das Copas

O Uruguai esteve longe de ser aquela seleção que ficou entre as quatro semifinalistas na Copa de 2010, mas fez barulho dentro de campo, primeiro com a derrota para a Costa Rica , depois com a mordida de Luís Suárez no italiano Giorgio Chiellini, e por fim, com sua tradicional camisa celeste, uma dos mais famosas na história do futebol, e que ganhou uma nova versão pelas mãos da Puma.

A vestimenta dos Diegos Lugano e Fórlan, extremamente justa ao corpo, ganhou fãs em 2014, principalmente entre as mulheres. A fabricante afirma que fitas elásticas dentro da camisa comprimem e estimulam músculos, enquanto outros diziam que a ideia era evitar agarrões dos adversários.

Roupas de compressão, como as do Uruguai, Itália e demais equipes patrocinadas pela marca do felino, não são exatamente uma novidade, e, por mais que tenham sido aprovadas por algumas pessoas, é o tipo de roupa que dificilmente dá para usar, tanto que a versão da camisa vendida para os torcedores não tem essa característica.

Veja essa e outras 14 lições bem-humoradas de estilo deixada pela Copa das Copas:


    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.