Barbeiro diz que moda dos barbados pode ter passado do seu auge; veja como tirar a barba corretamente sem irritar a pele e como cuidar da pele depois de raspar

Depois de virar tendência nos últimos anos, a era dos barbudos pode estar com os dias contados em 2015. Nos últimos tapetes vermelhos, alguns atores que chegaram a aderir à moda dos pelos faciais começaram a nadar contra a corrente e surpreenderam os fãs ao aparecerem de rosto liso. Os atores Bradley Cooper , Bruno Gagliasso  e, o mais radical de todos, Jared Leto , deixaram a barba para trás e resolveram mudar o visual.

Dica do dono da melhor barba do mundo para você cultivar a sua: "Não faça nada"

A mania de deixar a barba cresceu tanto que já é quase encarada como uma regra – e essa moda pode ter atingido o seu pico. Uma pesquisa da Universidade de New South Wales, em que foram entrevistadas 1.453 mulheres e 213 homens, apontou que quanto mais rostos barbados as pessoas veem, mais elas acham atraentes os rostos lisos. O efeito é o mesmo quando a situação é o contrário: quanto mais rostos lisos elas veem, mais elas acham os barbudos atraentes.

A questão é que, de cerca de três anos para cá, grande parte dos homens seguiu a tendência de deixar a barba crescer. E talvez essa seja a hora de fazer como os atores de Hollywood e mudar o visual.

O stylist Vinícius Couto passou quatro anos com cabelo comprido e barba, mas decidiu mudar na última semana. Só não abriu mão do bigode
Arquivo pessoal
O stylist Vinícius Couto passou quatro anos com cabelo comprido e barba, mas decidiu mudar na última semana. Só não abriu mão do bigode

Para o stylist Vinícius Couto , de 26 anos, encarar essa mudança não foi nada fácil. Barbudo e com cabelo comprido por cerca de quatro anos, o paulista morador do Rio de Janeiro quase não se reconheceu depois de cortar o cabelo e tirar a barba na última semana. A única coisa de que ele não abriu mão foi o bigode.

“Eu gostei da mudança. Mudar é sempre bom, traz novos horizontes. Mas quando eu cortei tudo parecia que toda minha identidade tinha ido embora. Eu fiquei tão acostumado com o cabelo comprido e barba, que quando eu me vi sem não conseguia me reconhecer. Foi muito bizarro”, brinca ele, que durante esses quatro anos barbudo também viu muita gente aderir ao visual mais rústico.

Para Evandro Ângelo , cabeleireiro, barbeiro e maquiador do salão Celso Kamura, a nova tendência realmente existe, e não apenas os famosos confirmam isso, como os novos editoriais de moda masculina e as campanhas publicitárias, que apostam no rosto limpo. No entanto, ainda vai levar cerca de seis meses para que os homens assimilem a nova proposta e comecem a aderir. E para quem nem se imagina de rosto liso novamente, não há motivos para se preocupar.

 “A barba vai sair de moda, mas ela nunca vai deixar de ser bonita, porque tem homens que realmente ficam melhores com barba do que sem. Então, todas as barbas continuam boas, o que muda é que ela vai deixar de ser regra”, conta Evandro.

Esta é, na verdade, uma boa notícia para aqueles que não quiseram ficar de fora da “era dos barbudos” e deixaram a barba crescer, mas não se identificam tanto assim com o visual. Ou então, para quem tem um rosto que não combina tanto assim com o look peludo, como os homens com rosto de formato oval.

“Os homens têm de seguir a tendência que melhor se encaixa com ele, afinal, a moda que predomina é a da liberdade de expressão, é você ser o que quiser, mantendo o bom gosto e a sensatez”, lembra Evandro.

Manter o rosto sem barba exige cuidados

Uma das maiores vantagens em se ter barba é justamente o conforto de não ter que fazê-la todos os dias. Ainda que os mais cuidadosos aparassem a barba toda semana, o trabalho de se manter o rosto limpo é bem maior e também exige mais cuidados com a pele.

barba feita
Reprodução
barba feita

Porém, segundo o dermatologista Amilton Macedo , quem passou anos com barba, assim como Vinícius, está em vantagem na hora de tirar. Como os pelos faciais servem como uma proteção contra os raios solares, a pele da área coberta está mais saudável e com menos chances de desenvolver algum tipo irritação ao entrar em contato com a lâmina.

Macedo lembra também que algumas pessoas deixam a barba crescer porque, ao passarem a lâmina, a pele desenvolve foliculite – que é a inflamação do folículo capilar, criando aquelas ‘bolinhas’ vermelhas e encravando os pelos. No entanto, 80% dos seus pacientes que reclamam disso, na verdade, não sabem como se barbear corretamente e, por isso, desenvolvem a inflação.

Para ajudar quem deseja se barbear a fazer o processo corretamente, o dermatologista, em parceria com a Gillette, criou o “Guia da Pele Sensível Masculina”. Veja o passo a passo para um barbear perfeito que eles criaram:

1 – “Amoleça os pelos com vapor da água do banho ou colocando uma toalha molhada com água morna no rosto (isso vai facilitar o corte e evitar possíveis traumas na pele).”

2 – “Aplique a espuma ou o gel de barbear sobre o rosto. O produto é fundamental para facilitar o deslizamento da lâmina e proteger a pele contra irritações.”

3 – “Raspe no sentido de crescimento do pelo – no sentido contrário, há mais chance de causar traumas no folículo piloso (e consequentemente, foliculite).”

4 - "Passar loção pós barba" - "Possui propriedades que não irrita a pele, ação anti-inflamatória e antimicrobióticas, além de vitamina E, sem contar que ele não contém álcool. Então podemos passar tranquilamente", indica o barbeiro Marcelo Theo, do Shades Studio, em São Paulo.

Além de seguir este passo a passo, o homem deve se lembrar que outros fatores também influenciam na irritação da pele, entre eles o banho com água muito quente, o excesso de suor, climas extremos, o uso de ácidos para tratamentos dermatológicos e, o maior inimigo de todos, os raios ultravioleta. Portanto, o médico indica um bom hidratante para manter a pele saudável e, claro, protetor solar sempre.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.