Espaços integrados, poucos móveis e decoração de ar sóbrio marcam imóvel de homem solteiro. Confira

O apartamento de 150 m², localizado na Vila Nova Conceição, na capital paulista, esbanja elegância e discrição. A arquiteta Cristina Barbara não hesitou em valorizar o pé direito duplo com janelas e persianas elétricas, além de conseguir aconchego por meio de revestimentos em madeira. Sua maior preocupação era que a reforma garantisse boa iluminação aos ambientes e materiais muito delicados fossem evitados. “Não usei revestimentos como mármore branco, pois haveria dificuldade para mantê-los bem cuidados”, afirma.

O cliente de Cristina, um político de 50 anos, sem filhos, exigia ambientes integrados, conforto e praticidade.

“Homens, no geral, sentem-se mais confortáveis com decorações clean. Por isso, investi em poucos objetos e um estilo mais sofisticado”, diz a arquiteta.

“Também eliminei itens felpudos e evitei cores chamativas”, completa. A paleta de cores escolhida para o apartamento contou com tonalidades sóbrias e atemporais. Cinza, preto e azul foram algumas das opções.

A arquiteta integrou diversos locais do imóvel e recorreu à madeira nas paredes, no piso da área interna e nos móveis para manter a harmonia dos espaços. A estante no home theater, também em marcenaria, foi outro destaque no projeto, cobrindo toda a parede do local. “O revestimento trouxe aquecimento e unidade à decoração”, afirma Cristina.

“O sofá em ‘L’ foi outro elemento que ajudou a conectar os espaços e se tornou um recurso importante na hora de receber amigos”, diz. O projeto recebeu ainda uma adega no living, uma confortável varanda e cozinha americana integrada à sala de estar.

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.