Com mais de 1,2 milhão de seguidores no Instagram, norte-americano é famoso por publicar fotos de armas, carros, festas em barcos e aviões, e sempre rodeado de mulheres

Desde que começou a usar o Instagram, Dan Bilzerian nunca mudou o perfil das fotos que publica na rede social. É possível resumir suas fotografias em poucos temas, como mulheres, carros, armas, pôquer, barcos, jatinhos, mais armas e festas na piscina. O que realmente mudou foi o número de "curtidas" entre as primeiras publicações, em maio de 2012, e hoje.

Bilzerian viu sua fama crescer ainda mais - hoje ele tem mais de 1,2 milhão de seguidores - depois de ser apontado pelo site BuzzFeed como o "homem mais interessante do Instagram", apesar de pouco se saber sobre ele.

Aos 33 anos, Dan nasceu e cresceu em Tampa, na Flórida, e é filho de Paul Bilzerian, especialista em aquisições de empresas que fez seu nome em Wall Street nos anos 80, foi condenado, preso e multado em US$ 1,5 milhão por fraude em 1989, e pediu falência em 2001, alegando que não tinha como pagar uma dívida de US$ 140 milhões. Paul foi solto depois que Dan abriu mão de parte de sua poupança.

Em entrevistas ao site Daily Dot  e à revista All In , ele afirma que sua vida foi uma montanha-russa cheia de altos e baixos, que "não era muito popular" no colégio, sendo expulso de dois quando estava na 7ª série e nunca se formando. Com um GED (General Educational Development), um diploma que equivale ao ensino médio completo, ele estudou negócios e criminologia na University of South Florida, mas defende que poderia ter entrado em uma faculdade melhor se não tivesse sido preso no último ano da escola por ter uma metralhadora no porta-malas do carro.

Por falar em armas, são 97 em sua coleção, frequentemente exposta nas redes sociais. "Melhor tê-las e não precisar do que precisar e não tê-las, certo?", explica. Vale mencionar ainda que, entre sair do colégio e entrar na faculdade, Bilzerian - inspirado na experiência do pai, que entrou em Stanford e em Harvard após o serviço militar - se alistou na Marinha e treinou com a unidade de elite Seals. No entanto, ele foi expulso dias antes de encerrar seu treinamento por desrespeitar um oficial de patente superior.

Amigas de Bilzerian observan a Lua vermelha
Reprodução/Twitter
Amigas de Bilzerian observan a Lua vermelha

COMO ELE GANHOU DINHEIRO?

Na faculdade, o ex-militar começou a jogar pôquer e logo se viu quebrado. "Eu quebrei depois do segundo ano, apostei todo o meu dinheiro, vendi algumas das minhas armas, transformei US$ 750 em US$ 10 mil, fui para Las Vegas, peguei os US$ 10 mil e transformei em US$ 187 mil." Ele diz que ficar sem nada foi o divisor de águas em sua vida e que passou a respeitar o dinheiro depois disso.

Bilzerian diz ter ganho mais de US$ 50 milhões com o esporte; já o tabloide britânico Daily Mail estima sua fortuna em US$ 100 milhões, levando em conta suas casas em Los Angeles, Las Vegas e San Diego. Especula-se que boa parte de sua riqueza não tenha origem nas mesas online de pôquer, mas em mesas fechadas onde só sentam milionários. Seu site oficial informa ainda que, ao lado do irmão Adam, Dan investe em negócios nas áreas de imóveis, petróleo e entretenimento.

O playboy milionário conta também que se o pôquer for comparado a um esporte como o beisebol, ele se enxerga como um jogador mediano de ligas menores - divisões inferiores da MLB - ou universitárias, mas se pegar pelo lado dos negócios, ele é o "Bill Gates do pôquer".

Questionado se existe algo que ele ainda não fez e tem vontade de fazer, Bilzerian responde que "sempre há alguma coisa". O estilo de vida extravagante e aparentemente sem limites do jogador de pôquer já lhe deu alguns sustos, como dois ataques cardíacos e uma embolia pulmonar, e apesar das fotos no melhor estilo "funk ostentação", o norte-americano pondera que as redes sociais só mostram as partes boas de sua vida.

    Leia tudo sobre: instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.