Stallhagen Historic Beer 1842 foi produzida a partir das garrafas de cerveja encontradas nos destroços de um navio do século 19, naufragado no Mar Báltico

Garrafa da Stallhagen Historic Beer 1842
Reprodução
Garrafa da Stallhagen Historic Beer 1842

Um ano após anunciar que iria recriar a cerveja encontrada nos destroços de um navio do século 19, a cervejaria finlandesa Stallhagen cumpriu o acordo e acaba de lançar a Stallhagen Historic Beer 1842, referência à época em que as cervejas originais foram produzidas.

De acordo com o jornal  Helsinki Times , apenas duas mil garrafas foram produzidas, e cada uma será vendida por 113,5 euros, equivalente a R$ 341.

CERVEJA DE 170 ANOS

Em julho de 2010, mergulhadores encontraram cinco garrafas da cerveja mais antiga existente no mundo e outras 145 de champanhe nos destroços de um navio no Mar Báltico, próximo das ilhas Aaland, entre Finlândia, Suécia e Estônia.

Acredita-se que o navio, de origem desconhecida, tenha naufragado no século 19, e as garrafas, produzidas entre os anos de 1842 e 1846. Para Kristiina Kurki-Suonio, diretora de marketing da Stallhagen, a cerveja ter sido encontrada em garrafas pode ser um indício de que não era uma bebida qualquer: "As cervejas eram geralmente armazenadas em barris". A temperatura constante e a baixa luminosidade forneceram as condições ideais para a conservação das bebidas.

As cervejas históricas foram analisadas no Technical Research Centre, na Finlândia, e produzidas no laboratório da University of Leuven, na Bélgica. Segundo Mats Ekholm, mestre cervejeiro da Stallhagen, micro-organismos encontrados na bebida do século 19 foram usados na produção desta, do século 21.

Veja quais são as cervejas mais populares dos 32 países da Copa do Mundo:

* Bebidas alcóolicas são proibidas para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.