Vencedor da edição brasileira, Laércio Silva, o "Zulu", de 26 anos, compete na Escócia e na Inglaterra pelo posto de melhor bartender do mundo

Finalistas do World Class, mundial de coquetelaria, na Escócia
Divulgação
Finalistas do World Class, mundial de coquetelaria, na Escócia

"Da Bahia para o mundo", Laércio Silva, o "Zulu", começa hoje, ao lado de outros 49 participantes, na disputa pelo posto de melhor bartender do mundo, direito conquistado com a vitória na etapa brasileira do World Class , disputada em maio.

"Quero mostrar a coquetelaria com tempero baiano. Vou levar rapadura, um bitter de amburana e jurubeba e um shrub (xarope) de cajá", diz o bartender de Ilhéus.

Entre as etapas do campeonato, que começa em Edimburgo, na Escócia, e termina em Londres, na Inglaterra, os finalistas terão que criar duas versões do famoso Martini, uma em homenagem às origens do coquetel e outra tentando prever o seu futuro. O vencedor será anunciado na próxima sexta-feira.

Veja as fotos da final da etapa brasileira do World Class:

* Bebidas alcoólicas são proibidas para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.