Distribuição de rótulos especiais foi de 16,1 milhões de barris em 2013, superando os 16 milhões de barris do rótulo que já foi o mais consumido no país

Budweiser
Reprodução/Facebook/Budweiser
Budweiser

Chamada de "King of Beers" (basta ver o rótulo na foto ao lado), a Budweiser vem perdendo cada vez mais o seu reinado nos Estados Unidos.

Leia mais: Depois da Biritis, filho de Mussum lança novo rótulo em homenagem ao pai. Conheça a Cacildis

Após perder a liderança no ranking de cervejas mais consumidas nos EUA para a Bud Light, em 2001, e em seguida a vice-licerança para a Coors Light, em 2011, a Budweiser acaba de ser ultrapassada pelas cervejas especiais, segundo o Wall Street Journal .

Dados da Beer Marketer Insight's mostram que uma das maiores marcas da gigante Anheuser-Busch InBev distribuiu 16 milhões de barris em 2013, contra 16,1 milhões de todas as cervejarias artesanais do país. Para efeitos de comparação, no final dos anos 80, a distribuição da Budweiser chegava a quase 50 milhões de barris ao ano.

Para distribuidores e donos de bares, a queda no consumo está relacionada à falta de atenção da empresa com o público jovem. Um levantamento realizado pelo grupo revelou que 44% dos consumidores com idades entre 21 e 27 anos nunca experimentaram  a Budweiser.

No EUA, o crescimento do mercado e o surgimento de cervejarias é tanto que muitos especialistas na bebida já colocam o país entre as grandes escolas cervejeiras do mundo, ao lado das europeias. No Brasil, números da Nielsen mostraram um crescimento de 3,5% no segmento de cervejas premium nos últimos cinco anos, movimentando cerca de R$ 1,4 bilhão ao ano.

Galeria de fotos: saiba qual é a cerveja mais popular em 32 países

* Bebidas alcoólicas são proibidas para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.