Pesquisas inglesas apontam qual formato nos faz consumir a bebida mais rápido e mostram que marcas de volume impressas no copo podem ajudar a beber mais devagar

A velocidade com que uma pessoa consome uma bebida é influenciada pelo formato do copo , aponta uma pesquisa da Universidade de Bristol, na Inglaterra. Outro estudo da mesma universidade – ambos foram apresentados esta semana em uma reunião científica sobre as influências ambientais no consumo de alimentos e bebidas – indicou ainda que marcas de volume impressas no vidro copo podem ajudar a consumir a bebida mais devagar .

As pesquisas foram conduzidas por David Troy e Angela Attwood, dois doutorandos pertencentes ao Grupo de Pesquisas de Álcool e Tabaco da universidade, e foram realizadas com consumidores de cerveja.

Marcas de volume impressas no vidro copo ajudam a consumir a bebida mais devagar, aponta pesquisa
Divulgação
Marcas de volume impressas no vidro copo ajudam a consumir a bebida mais devagar, aponta pesquisa

“O consumo excessivo de álcool é uma importante questão de saúde pública e não há muito interesse em estratégias para controlar esse consumo. Sentimos que era importante determinar quais fatores ambientais podem estar contribuindo para o uso excessivo e como eles podem ser alterados para incentivar os consumidores a beberem de forma mais responsável”, disse David Troy em comunicado no site da Sociedade Britânica de Psicologia, que sediou a reunião científica onde foram apresentados os estudos.

Para a pesquisa sobre marcas no copo, 160 bebedores sociais (80 eram mulheres) sem histórico de problemas com álcool foram divididos aleatoriamente em dois grupos: ao primeiro foi dada cerveja em um copo curvo, que tinha marcas indicando medições de um quarto, metade e três quartos. Os copos do outro grupo foram os mesmos, mas neles não havia medições de volume no vidro. E todos se puseram a beber.


Ok, não foi beeeem assim. De qualquer forma, após medir o tempo de consumo, houve evidência de que o grupo com os copos marcados consumia mais lentamente a cerveja (10,3 minutos) em comparação com o grupo que recebeu copos sem marcas (9,1 minutos).

No outro estudo, Troy e seus colegas testaram se a influência de diferentes formatos (retos e curvos) de copo sobre o consumo poderia ser realizada em um ambiente semelhante ao do mundo real.

Para isso foram usados frequentadores de três pubs durante dois fins de semana. Os resultados mostraram que, nos pubs em a cerveja foi servida em copos retos, o consumo foi menor – isso foi consistente com os resultados anteriores obtidos em laboratório, que mostraram que o consumo de álcool era mais lento em copos retos.

Pesquisa aponta que bebemos mais rápido em copos retos do que em curvos
Divulgação
Pesquisa aponta que bebemos mais rápido em copos retos do que em curvos

“A velocidade com que a cerveja é consumida tem efeito direto sobre o nível de intoxicação experimentado por quem a consome. Nossa pesquisa sugere que pequenas mudanças, como o formato e as marcações de volume no copo, podem ajudar as pessoas a fazerem julgamentos mais precisos do volume que estão bebendo e, esperamos, utilizarem esta informação para beber mais devagar e menos”, disse Angela Attwood, pesquisadora-líder do estudo.

++ Veja a seguir uma seleção de cervejas bizarras à venda pelo mundo:


Leia mais no Deles

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.