Psicólogas dão dicas de como se preparar para a paternidade, desde o planejamento até os primeiros meses de vida do bebê

Receber um anúncio de que vai ser pai pode ser um momento de emoções confusas para um homem. É comum que o ele não saiba como agir com a mulher na gravidez e com o bebê depois que ele nascer.

É comum que o homem fique confuso ao saber que será pai
Thinkstock
É comum que o homem fique confuso ao saber que será pai


De acordo com Mariana Bonsaver, psicóloga do Hospital e Maternidade Santa Joana, o homem pode se preparar ao longo da vida para esse momento, “com pensamentos relacionados à paternidade”, mesmo antes de receber a notícia da gravidez da mulher, namorada, ou até de um caso de uma noite.

Se for uma parceira fixa, a psicóloga Carla Ribeiro, especialista na saúde do homem, destaca que é preciso haver uma conversa franca e um alinhamento das vontades do casal: “Ao se preparar para ser mãe ou pai, a organização e planejamento familiar é importante”.

Deve-se levar em consideração fatores financeiros e a rotina do casal, mas Carla alerta para que o homem não pense no filho apenas como um “objeto financeiro” antes mesmo de ele nascer, pois isso pode criar conflitos com a companheira.

A gravidez marca o começo da aprioximação entre pai e filho
Pinterest/Jessica McLeod
A gravidez marca o começo da aprioximação entre pai e filho

Gravidez
Para se aproximar da mãe, do bebê e, de fato, preparar-se para a paternidade, as especialistas concordam que o homem deve participar da gestação da mãe de seu filho. “O espaço do homem na paternidade começa desde que a mulher sabe que está grávida”, diz Carla.

Elas destacam a importância da participação do pai nos exames de pré-natal e no desenvolvimento do bebê

“Cada movimento da barriga crescendo, cada exame que vai fazendo, o homem e a mulher vão vivendo mais o papel de pai e mãe. Mas as mulheres têm as sensações e acabam vivendo mais isso”, explica Carla, que recomenda que o parceiro seja compreensível com os sentimentos da mulher.

Mariana indica que, desde a gravidez, o pai tome as decisões sobre o bebê com a mãe, como escolha do nome da criança. 

Chegada do bebê
“A chegada de um filho pode trazer ansiedades iniciais, mas também traz coragem e força. Para o homem, o nascimento do filho concretiza a paternidade e a mudança de valores e expectativas em relação a essa nova vida”, explica Mariana.

Segundo Carla, muitos homens se tornam mais responsáveis depois de ter um filho: “Começa a ser cuidadoso e empenhado no trabalho, a evitar determinados confrontos, pois sabe que tem responsabilidade sobre uma criança.”

Primeiros dias
Os primeiros dias de uma criança com os pais são difíceis para ambos, mas Mariana salienta que a mãe ainda enfrenta oscilações de humor: “Ser atencioso, carinhoso e compreensivo são atitudes importantes nesse início.”

Além disso, no começo da vida, o bebê depende quase que exclusivamente da mãe, e ela estará completamente responsável pelo novo integrante da família. Portanto, além de atenção, a mulher vai precisar mais ainda que o homem faça outras tarefas. “Ajudar com as coisas da casa, com o descanso da mãe, dividir as tarefas e participar de decisões são formas de ajudar fundamentais”, sugere Mariana.

Como o bebê está muito perto da mãe, e o pai tem menos tempo ao lado dele -  também por conta da curta licença paternidade - pode ser mais difícil que o homem tenha uma relação mais próxima com o filho.

Ficar responsável por algumas tarefas do bebê - como dar banho e trocar fraldas - ajudam a estreitar esse novo relacionamento. “No momento da licença, eles podem ser mais atuantes nessas atividades porque as mulheres têm a amamentação, que é um processo que aproxima muito”, diz Carla.

Na vida real

Mario André Monteiro é casado com Taís e está passando pela experiência de ser pai pela primeira vez. Isabella nasceu no começo do mês e ele contou ao Deles como foi acompanhar o parto e os primeiros instantes com a pequena. 

"Ainda não consigo pegar a bebê direito. A Taís fala: 'Olha o pescoço dela'. Quando a bebê chora no meu colo, a Taís pega e ela para de chorar na hora". Veja o relato completo do novo papai

Leia mais:  Coisas inesquecíveis sobre parto e o nascimento da minha primeira filha