Tamanho do texto

Chris Martin descobriu que a mulher tinha planos para o próximo aniversário e também o que ela pensava dele. Após ler, ele resolveu agradecer sua amada

O australiano Chris Martin se tornou  pai solteiro  após perder a esposa para uma grave doença. Com saudade, ele resolveu mexer no e-mail da esposa falecida, Renee, para ver se encontrava alguma lembrança dela. Martin conta que ficou chocado ao descobrir os planos secretos que a mulher tinha para o aniversário de 40 anos e se emocionou ao encontrar uma mensagem na qual Renee falava o quanto o marido significava para ela.

O pai solteiro Chris Martin encontrou um e-mail da esposa falecida que o emocionou e o levou a fazer um desabafo
Reprodução/Instagram
O pai solteiro Chris Martin encontrou um e-mail da esposa falecida que o emocionou e o levou a fazer um desabafo


O pai solteiro conheceu sua antiga parceira através de uma prima, quando eles tinham pouco mais de 20 anos. Anos depois, eles se reencontraram e engataram um relacionamento, passaram sete anos e meio juntos e tiveram dois filhos, Grace e Albi. Tudo ia bem, até que Renee descobriu um câncer e acabou morrendo rapidamente, com apenas 39 anos.

O australiano precisou a assumir todas as reponsabilidades da casa e da criação dos filhos , criou um blog chamado “Just A Dad” para compartilhar suas experiências e foi lá que ele resolveu expor o quanto foi afetado pelo e-mail da esposa que encontrou por acaso – e também fez questão de agradecer por ela ainda ser uma referência para ele.  

O pai solteiro foi surpreendido com o que encontrou 

A post shared by Just A Dad (@i.am.justadad) on

Em busca de alguma informação relevante, o pai resolveu entrar no e-mail de Renee e acabou descobrindo coisas que não fazia ideia, como uma festa especial de 40 anos que a esposa estava planejando para a família. “Eu não chorava há tempos. Não sei se isso é bom ou ruim. Mas do nada, esta noite, eu fiz isso”, lembra.

Além disso, Chris percebeu que no e-mail tinha uma parte em que a esposa falava o quanto ele significava para ela. “Era como se eu pudesse ouvir a voz dela, algo que eu não ouvia há tanto tempo, naquelas palavras que estavam naquela tela à minha frente. Isso me inundou de diversas maneiras”, afirma. Após ler o e-mail, o viúvo  foi tomado por ondas de emoção e culpa.

“Eu imediatamente senti o terrível vazio de estar sozinho, de saber que nunca vou poder ter exatamente o que eu tive uma vez novamente. As lágrimas fluíram e eu senti uma terrível culpa percorrer por cada fibra. Culpa por não ter pensado ou sentido essas coisas por algum tempo. Culpa por eu ter aparentemente renunciado a esses sentimentos na busca da normalidade e, ouso dizer, felicidade. Culpa por não estar chateado até ler aquelas palavras. Culpa por eu estar aqui e não ela. Culpa por não ter conseguido ajudá-la”, desabafa.

“Agora eu sei que a dor é uma jornada sem fim, e que a jornada é tão diferente para cada indivíduo assim como não há dois flocos de neve iguais. Mas há pontos em comum na jornada de todos, e a culpa é definitivamente uma delas. É bem complicado esse sentimento de culpa. Definido, esporádico e difícil de articular sem parecer uma criança pessimista, é um dos poucos sentimentos que batem forte e rápido, e deixa você atordoado e questionando tudo”.

Para pai solteiro, foi bom tocar na ferida 

A post shared by Just A Dad (@i.am.justadad) on

Mesmo com esse forte sentimento de culpa , o australiano conta que sabe que, como tudo mais na vida, isso também vai passar, embora esse processo possa ser devagar. O intuito da postagem foi mostrar que não há respostas ou maneiras de manipular o luto de uma pessoa.

“Tenho que confiar que vou ficar bem. Por enquanto, de um jeito meio estranho, estou feliz que isso tenha acontecido. É reconfortante saber que ainda me importo com ela. É bom me conectar com emoções profundas, reconhecer coisas que talvez tenha ignorado ultimamente me ocupando com atividades superficiais. E, ao contrário da crença popular, os caras também gostam de um bom e velho soluço de vez em quando, mesmo que não admitam isso. É limpeza. Cura. É normal. Então, acho que devo dizer obrigado a Renee, por ainda me ajudar depois de todos esses anos”, finaliza o pai solteiro .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.