Ao "Gabi Quase Proibida", com Marília Gabriela, ex-atriz pornô e ex-assistente de palco do Sérgio Mallandro afirmou não se arrepender de ter feito filmes adultos, mas diz que não faria de novo, e que nunca teve um orgasmo em cena

Vivi Fernandez comanda um programa sobre sexo na Internet
Reprodução/Facebook
Vivi Fernandez comanda um programa sobre sexo na Internet


Entre tantos nomes já conhecidos do grande público brasileiro que se aventuraram na indústria pornográfica, Vivi Fernandez se camufla entre nomes como Rita Cadillac, Gretchen e Leila Lopes, mas ao contrário das ex-colegas de profissão, não se arrepende tanto de ter entrado temporariamente para o ramo dos filmes adultos.

Em entrevista ao programa "Gabi Quase Proibida", do SBT, Vivi afirmou que "não bate arrependimento" dos quatro filmes pornôs que fez com a produtora Brasileirinhas entre 2005 e 2009, mas que "não faria de novo" se pudesse escolher. "Sinto saudades só do dinheiro", diz.

Sobre sua experiência como atriz pornô, ela revela que foi "obrigada a assistir vários filmes", mesmo não gostando, para fazer o seu, que bebeu na hora de filmá-los e que nunca conseguiu chegar ao orgasmo durante as filmagens.

Vivi conta que sempre sofreu preconceito por ter feito pornô, mas que nunca se deixou abalar por isso, e que espera ter uma rotina normal no futuro: "Minha vida é totalmente diferente desse ícone. Sou bem tradicional, quero noivar, casar, ter filhos".

Aposentada da carreira de atriz pornô, Viviane, de 35 anos, atualmente faz participações do humorístico "A Praça É Nossa" e comanda o "Caliente", programa para Internet cujo principal tema é sexo. A entrevista vai ao ar nesta quarta-feira, à meia-noite.

Vivi Fernandez e Marília Gabriela
Carol Soares/SBT
Vivi Fernandez e Marília Gabriela


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.