Lançado em setembro do ano passado, site permite que o usuário defina as características do filme, mas a atriz escolhida precisa aceitar a proposta. "Vamos continuar fazendo nossa parte em revolucionar a indústria", diz o criador Tim Stokely

Alexis Texas é uma das estrelas do ramo e conta com mais de 557 mil seguidores no Twitter
Getty Images/Ethan Miller
Alexis Texas é uma das estrelas do ramo e conta com mais de 557 mil seguidores no Twitter

Existe uma aura em torno do entretenimento adulto. Na última semana, a produtora e distribuidora de filmes pornográficos Brasileiras recebeu mais de mil currículos para sua vaga de estágio, na qual o novato trabalhará com criação de textos e conteúdo para a empresa.

Se trabalhar como estagiário em uma produtora especializada em filmes adultos é interessante para mais de mil estudantes de Comunicação e Letras, imagine o que eles fariam para ser o diretor, definir elenco, estilo e roteiro – não que filmes pornôs tenham diálogos extremamente complexos – de uma produção do tipo? Pois é exatamente esse o serviço oferecido pelo site Customs4u – algo como “personalizados para você”, em inglês –, lançado em setembro de 2013.

“O conceito do Customs4u nasceu da minha experiência à frente de outros sites adultos. Era um site exclusivo para membros, produzíamos um conteúdo fetichista e recebíamos muitas sugestões e pedidos de usuários sobre o que eles queriam ver”, conta Tim Stokely, fundador e um dos três donos do site – os outros dois são seu pai e um investidor do ramo imobiliário, em entrevista por e-mail ao iG .

“Além disso, tínhamos consciência de que certas modelos aceitavam pedidos de vídeos personalizados, contudo, a maioria dessas negociações acontecia pelas redes sociais, então não havia uma garantia ou proteção para o cliente. E, por mais que o vídeo fosse gravado pela modelo, havia a dificuldade de saber qual era a melhor plataforma para enviar e receber o vídeo. Estávamos confiantes de que poderíamos criar um site que automatizasse isso, com uma variedade de modelos de diferentes categorias e preços, e que oferecesse a entrega do vídeo ou o ressarcimento”, completa Stokely, inglês de 30 anos e investidor do mercado imobiliário antes de migrar para o do entretenimento adulto.

Tim Stokely, fundador e CEO do Customs4u
Divulgação
Tim Stokely, fundador e CEO do Customs4u

“REVOLUCIONANDO A INDÚSTRIA”

Com seis meses de operação, o site de Stokely vai bem em termos de modelos, com mais de 150 nomes disponíveis, entre eles os de atrizes conhecidas, principalmente nos EUA, como Alexis Texas, Chanel Preston, Tasha Reign e Tori Black, todas com estatuetas ou indicações ao AVN Awards – o “Oscar do pornô” – no currículo e que, juntas, têm mais de 1 milhão de seguidores no Twitter. "Algumas modelos são populares entre os nossos clientes, sem dúvidas isso ajudou no nosso crescimento", comenta Tim.

Questionado se o “pornô sob medida” é o futuro do entretenimento adulto, Stokely prefere não adotar este discurso: “Seria muito ousado e possivelmente tolo da minha parte fazer uma previsão como essa. No entanto, eu acredito que vamos continuar fazendo nossa parte revolucionando a indústria”.

COMO FUNCIONA PARA AS MODELOS E ATRIZES?

“Assim que se cadastram, as modelos definem preços, categorias com as quais estão confortáveis e com a opção de cobrar mais por certas categorias, e o tempo de entrega. A modelo então grava o vídeo pedido com uma câmera, celular, tablet ou webcam e envia para sua conta. O vídeo é automaticamente transferido para a página do cliente, onde ele pode fazer o download para o seu computador e aproveitar muitas e muitas vezes”, explica o dono. A garota também tem a opção de rejeitar o pedido se ele não condiz com a categoria.

Um filme com a atriz Chanel Preston pode custar mais de US$ 2 mil, dependendo da categoria
Getty Images/Ethan Miller
Um filme com a atriz Chanel Preston pode custar mais de US$ 2 mil, dependendo da categoria

COMO FUNCIONA PARA O CLIENTE?

Não há brechas para errar aqui. Em primeiro lugar, o usuário escolhe o perfil da atriz que deseja – loira, morena, estrela pornô, mais jovem, mais velha, entre muitas outras –, a modelo, categoria, duração, qualidade do vídeo, tempo de entrega e um descritivo com até 999 caracteres. Em uma simulação, um filme personalizado de 15 minutos com a atriz Alexis Texas, em alta definição e com o tema “Lingerie”, custa US$ 840 (cerca de R$ 1.952).

Já um filme de 30 minutos com Chanel Preston e um ator, em qualidade padrão, sai por bem mais: US$ 4.060 (cerca de R$ 9,4 mil). O tempo de entrega nos dois pedidos é de 14 dias. “Isso permite que o consumidor escreva seu próprio roteiro e vire, de certa maneira, o diretor do próprio filme”, exalta Stokely. O cliente só não pode vender ou publicar o filme, alerta Tim: “Os direitos ficam com a modelo”.

Tasha Reign: 171 mil seguidores em seu Twitter
Getty Images/Ethan Miller
Tasha Reign: 171 mil seguidores em seu Twitter

CONCORRÊNCIA E RIVALIDADE

Ao ser perguntado se o serviço personalizado é uma forma de concorrer com as webcams, serviço que está se tornando cada vez mais popular , Tim afirma que não enxerga desta forma. “Não sei se veria como um rival. Sentimos que nosso modelo tem mais vantagens, tanto para a garota quanto para o cliente. Por exemplo, a modelo de webcam precisa se adequar aos horários de pico e adaptar seu estilo de vida e agenda de acordo com isso, e o quanto ela ganha em cada sessão não é garantido.”

“E para o cliente, interagir com uma modelo por webcam é uma experiência menos pessoal. A modelo está muito consciente se você vai dar gorjetas ou pior, você pode estar em um grupo com outros homens, todos batalhando pela atenção dela”, complementa. “Por outro lado, o vídeo personalizado é feito baseado no seu roteiro e apenas para o seu prazer. E é seu para sempre!”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.