Psicólogos chegaram a conclusão de que homens prestam muitas atenção nisso e fazem diversos julgamentos baseados em tais características

A ideia de que os homens preferem as loiras é antiga, mas será que a cor do cabelo realmente influencia na hora da atração? Um estudo realizado por psicólogos de Universidade de Augsburg, nos Estados Unidos, descobriu que a cor de cabelo pode, sim, influenciar na atratividade e nas impressões que a mulher passa.

Leia também: Aventura sexual com mãe e filha juntas? Viajante busca mulher perfeita no mundo

Estudo feito por psicólogos dos Estados Unidos indica que a cor de cabelo influencia na hora da atração
Reprodução/Instagram
Estudo feito por psicólogos dos Estados Unidos indica que a cor de cabelo influencia na hora da atração


De acordo com informações do portal britânico “Independent”, o intuito do estudo é determinar até que ponto a cor de cabelo das mulheres pode afetar a maneira como elas são percebidas pelos homens. Participaram do estudo 110 homens que analisaram imagens de mulheres com cabelo loiro, moreno e preto.

O estudo descobriu que a maioria dos homens geralmente associam as mulheres com cabelos mais claros como sendo mais jovens e atraentes se comparado as moças que possuem cabelos escuros. Além disso, aquelas que possuem cabelos loiros ou morenos, ambos em tons mais leves, são normalmente vistas como pessoas ótimas para manter um relacionamento sério, já as mulheres que têm cabelo preto não passam essa sensação.

Leia também: Cientistas revelam o tipo de seios que os homens realmente preferem

A conclusão dos pesquisadores é que os resultados deixam claro que os homens são capazes de fazer julgamentos complexos sobre as mulheres através de características tão básicas e superficiais, como a cor do cabelo e o comprimento dos fios.

Darwin também queria saber

Saber se os homens preferem as loiras ou as morenas desperta a curiosidade das pessoas por décadas e décadas, tanto que, até um dos cientistas mais famosos de todos os tempos, o naturalista Charles Darwin, pesquisou sobre o assunto.

Em 1869, Darwin solicitou ao médico John Beddoe alguns dados sobre suas pacientes do sexo feminino. Segundo divulgado no portal de “The Telegraph”, o médico fez um levantamento para saber se as morenas ou as loiras eram as que se casavam mais. O cientista queria identificar que tipo de mulher estava era mais propensa a ficar solteirona.

Leia também: Cientistas elegem a mulher com o corpo perfeito! Confira fotos

No final, Darwin desistiu da investigação, pois considerou os resultados inconclusivos. Talvez ele tenha percebido que a cor de cabelo pode até despertar uma certa atração inicial, mas não diz nada sobre a personalidade da mulher. E você, tem uma preferência? Então vote na enquete:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.