Tamanho do texto

Projeto já cadastrou 40 bares que valem um happy hour antes de voltar para casa. Veja os preferidos do autor

Não importa onde você esteja, há sempre um bom lugar para tomar cerveja. Foi seguindo esta premissa que o empresário Felipe Venetiglio enveredou, desde janeiro, no projeto "Uma Cerveja Por Estação". A meta? Encontrar uma boa opção de bar próximo a cada uma das estações de metrô de São Paulo.

Nascido no Rio de Janeiro, Venetiglio teve a ideia após se mudar para a capital paulista, em dezembro do ano passado. “Cheguei à conclusão de que precisava conhecer a cidade a fundo, para poder gostar dela”, diz. “Difícil pensar em lugares mais convidativos para fazer isso do que bares”, brinca.

Site do projeto
Reprodução
Site do projeto "Uma Cerveja por Estação": convite para conhecer a cidade de São Paulo

Até o momento já foram percorridas 40 estações, e mais de 40 botecos visitados. As ‘expedições’ são documentadas periodicamente no blog do projeto , com direito a dicas. Para o empresário, o mais interessante da experiência é perceber os contrastes entre as diferentes áreas da cidade. “A diferença é muito grande entre um bar chique em regiões como o Itaim, ou um lugar mais simples no Capão Redondo”, diz, antes de acrescentar: “não é por ser mais arrumado que o bar é necessariamente melhor”.

Hoje um especialista no assunto, o carioca elaborou uma teoria própria em relação ao que faz um bar se destacar dos demais. “Um bom boteco é aquele que é convidativo, que tem alguma coisa que te faça querer ficar lá”, diz. “Pode ser um dono simpático, um grupo de frequentadores aberto e acessível, a comida boa", exemplifica.

Segundo Venetiglio, no entanto, alguns lugares emanam uma energia especial. Algo difícil de explicar. “Existe algo intangível em relação ao bom boteco. Você só sabe o que é quando encontra.”

Ficou com vontade de também desbravar o metrô de São Paulo em busca da cerveja mais gelada? Confira uma lista com 10 dos achados preferidos de Felipe Venetiglio.

Bar Valadares, na Lapa
Divulgação
Bar Valadares, na Lapa


1- Aperitivos Valadares – Estação Água Branca
Rua Faustolo, 463 – Lapa

"Sentar no balcão e bater papo com os locais comendo uma empadinha e uma porção de torresmo me fez ver porque este projeto era uma boa ideia”

2- Dr. Churrasco – Estação Belém
Largo Ubirajara, 63 – Parque da Mooca

"Espetinhos feitos por quem tem doutorado no assunto e uma bela carta de cervejas especiais.”

Amigo Giannotti, na Bela Vista
Arquivo Pessoal/ Felipe Venetiglio
Amigo Giannotti, na Bela Vista

3- Amigo Giannotti – Estação Brigadeiro
R. Santo Antônio, 1106 – Bela Vista

"A fogazza do Amigo Giannotti merecia uma festa italiana dedicada só a ela. No dia 29 (e só nele), tem um bom nhoque também.”

4- Galetos Tio Bicão – Estação Grajaú
Rua Maria Casusa Feitosa, 155 B – Jordanópolis

"Os kits do Tio Bicão permitem montar um delicioso 'Frankestein: meio galeto, linguiça, carnes. Tudo na brasa, feito na sua frente. A polenta também é uma boa pedida.”

Little Boys Bar, na Vila Loepoldina
Arquivo Pessoal/ Felipe Venetiglio
Little Boys Bar, na Vila Loepoldina

5- Little Boys Bar – Estação Domingos de Moraes
Rua Guaipá, 328 – Vila Leopoldina

"Vá pelo clima de bar de motoqueiros, que inclui um lava-rápido dentro. Fique pelo chope Heineken bem tirado e pelas porções.”

6- Dona Teresa – Estação Consolação 
R. Fernando de Albuquerque, 57 – Consolação

"O bar do Morrissey Feio (nota: talvez só eu e meus amigos chamemos ele assim) tem sempre um burburinho na porta, serve cervejas bem geladas e empanadas gostosas.”

Dona Teresa Bar, na Consolação
Arquivo Pessoal/ Felipe Venetiglio
Dona Teresa Bar, na Consolação

7- Noname Boteco – Estação Fradique Coutinho 
R. dos Pinheiros, 585 – Pinheiros

“O noname está sempre cheio e pode parecer modinha, mas, por trás da galera em pé na calçada, tem um belo bar. A comida é boa e os preços são acessíveis, principalmente considerando a localização.”

8- Pescador – Estação Carandiru 
Av. Zaki Narchi, 1464 – Carandiru

"Frutos do mar saboroso em porções bem servidas e a um preço justo. Uma trinca difícil de encontrar, mas que, quando funciona, não tem para ninguém."

O Pescador Bar, próximo à Estação Carandiru
Arquivo Pessoal/ Felipe Venetiglio
O Pescador Bar, próximo à Estação Carandiru

9- Rei do Mocotó – Estação Itaim Paulista
R. Curicharás, 40 – Itaim Paulista

“Um bar nordestino que também vende produtos regionais, como óleo de coco, polvilho, amendoim, feijão, manteiga de garrafa. O feijão de corda é de tirar o chapéu de cangaceiro (que eles também vendem, aliás).”

10- Virilha’s Bar – Estação Ipiranga
R. Silva Bueno, 866 – Ipiranga

“Para os locais, é o bar do Seu Zé, o que mostra como ele é querido por ali. O Virilha's tem uma decoração bem original (e sem nenhuma frescura). Peça pra ele te apresentar à dona do bar."

Virilha's Bar, no Ipiranga
Arquivo Pessoal/ Felipe Venetiglio
Virilha's Bar, no Ipiranga



Leia também:
- Cervejeiro faz lista com 21 melhores bares de do mundo; bar brasileiro está nela
- Bar permite que cliente faça a própria bebida

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.