Tamanho do texto

Com motor elétrico de 209Wh, "magrela" pode atingir velocidade de até 60 km/h. Computador interno monitora ritmo de pedaladas do ciclista

Bicicleta elétrica da Vanmoof tem bateria e computador integrado, além do GPS
Divulgação
Bicicleta elétrica da Vanmoof tem bateria e computador integrado, além do GPS

Bateria integrada no quadro, velocidade de até 60 km/h e GPS. Na ausência deles, você tem uma bicicleta normal para pedalar. Esse é o conceito da Vanmoof 10, da fabricante holandesa de nome homônimo, e cuja inspiração veio do seu "inimigo público n° 1": o automóvel.

O motor elétrico da bicicleta, localizado no centro da roda dianteira, é capaz de aumentar sua pedalada em 80%, dando à magrela uma velocidade entre 30 km/h e 60 km/h, dependendo do peso do ciclista, da superfície e das condições do tempo. A bateria de 209Wh precisa de três horas para ficar completamente carregada, mas caso ela não esteja 100%, o usuário pode pedalar normalmente.

O computador interno permite que à bicicleta monitorar o ritmo e comportamento do ciclista, fazendo com que o motor saiba qual potência deve ser gerada, seja em uma ladeira, uma subida ou um trecho plano. Já o GPS é útil caso o dono perca ou seja roubado.

Integrado no quadro está um discreto painel que oferece controle completo de todas as funções por meio de uma interface inteligente que exibe o nível de bateria, potência do motor e distância percorrida para o ciclista acompanhar seu progresso. A Vanmoof 10 está sendo vendida por US$ 2.598 (cerca de R$ 5.847), e apenas 200 unidades serão produzidas em 2013.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.