Tamanho do texto

Jean Bugatti, primogênito de Ettore, será o homenageado desta vez, depois do piloto Jean-Pierre Wimille. Ele foi o criador do Type 57SC Atlantic, modelo com apenas dois exemplares no mundo

Menos de um mês após anunciar o primeiro modelo de sua série de "lendas", a Bugatti está pronta para tirar os panos de cima do segundo. A montadora de luxo francesa revelou hoje que a nova edição especial do Veyron Grand Sport Vitesse será em homenagem a Jean Bugatti, filho mais velho de Ettore, criador da marca.

Jean é o criador responsável pelo Bugatti Type 57SC Atlantic, carro produzido nos anos 30 que alcançava quase 200 km/h de velocidade.

Das três unidades produzidas do 57SC Atlantic, duas têm o paradeiro conhecido: uma está no Museu Mullin de Automóveis, nos EUA, e a outra é do estilista Ralph Lauren, cuja paixão por carros é conhecida e já inspirou até perfume.

O "novo" Bugatti será inspirado na criação de Jean, com exterior preto e interior em dois tons de marrom. A motorização deve ser parecida com a da edição que remete ao piloto francês Jean-Pierre Wimille, vencedor das 24 Horas de Le Mans de 1937, a bordo do Bugatti 57G Tank: mais de mil cavalos de potência e aceleração de 0 a 100 km/h em menos de três segundos. Todos as "lendas" da Bugatti terão edição limitada de três unidades. O modelo será oficialmente apresentado no Salão de Frankfurt, na Alemanha, que começa amanhã.

Bugatti 57SC Atlantic, projetado por Jean
Reprodução
Bugatti 57SC Atlantic, projetado por Jean