Tamanho do texto

Com ajuda de dados do GPS e bússola, aplicativo “Vroom! The Car App” simula o som do motor de um carro esportivo enquanto você dirige. Aceleração e frenagem não sincronizam de forma perfeita, mas enganam bem

Primeira tela do aplicativo exibe mensagem de alerta. 35 minutos de uso consumiram 7% da bateria
Reprodução
Primeira tela do aplicativo exibe mensagem de alerta. 35 minutos de uso consumiram 7% da bateria

Disponível para download na App Store desde ontem pela bagatela de US$ 0,99, o aplicativo “Vroom! The Car App” promete dar aos motoristas que não têm um carro esportivo na garagem a experiência de guiar um, pelo menos em termos de som do motor.

O aplicativo, desenvolvido pela Reality Jockey, coleta os dados do acelerômetro, GPS e bússola do aparelho, e a partir disso calcula a velocidade e se o iPhone, iPad ou iPod touch vira para esquerda ou direita, reproduzindo assim os sons que o motor de um carro de verdade faria.

Ao baixar o programa, o usuário tem dois modelos de carro disponíveis, “Miami Muscle Car” (algo que lembra um Ford Mustang) e o “Tokyo Night Driver” (parecido com o Pontiac Trans Am da série de TV “A Super Máquina”). Se você quiser sentir como é o ronco de um “Italian Sports Car” (Ferrari), um tanque russo ou de um cavalo árabe, é preciso desembolsar uma pequena quantia de dólares (entre US$ 1,99 e US$ 2,99) por cada um.

Por alguns dólares, usuário
Divulgação
Por alguns dólares, usuário "compra o motor" de um esportivo italiano, tanque de guerra ou de outro esportivo

COMO FUNCIONA O APLICATIVO

Ao abrir o aplicativo, ele exibe uma mensagem e pede que o usuário jamais interaja com o programa enquanto dirige. “Não prestar atenção ao volante pode resultar em morte, lesões sérias e danos materiais. Você assume total responsabilidade”, diz o texto.

Após a primeira tela, é hora de testar o “Vroom! The Car App”. Para melhorar a experiência, aconselha-se ligar o aparelho ao som do carro por Bluetooth – caso o seu tenha. Apesar do ronco do motor de mentira não sincronizar 100% com as pisadas e trocas de marcha, o “algoritmo secreto” que traduz os dados coletados surpreende. O aplicativo reconhece quando você está com o veículo parado – em um farol vermelho, por exemplo –, responde se você pisar de leve no acelerador e emite ruídos – um pouco repetitivos – de derrapadas na hora das curvas.

Conforme informado pelos desenvolvedores, o aplicativo “come” a bateria do aparelho. O teste feito pelo iG durou 35 minutos em um trajeto de cerca de 12 km e consumiu 7% da carga de um iPhone 5 – é bom estar com ela cheia. Não havia crianças no momento do teste, mas a RjDj afirma que elas, além dos motoristas, são o público alvo da novidade. É testar e ver se elas aprovam.

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.