Tamanho do texto

Lotus Esprit de "007 - O Espião Que Me Amava" foi leiloado no último mês por R$ 2,1 milhões. Comprador é ninguém menos que Elon Musk, bilionário e fundador da Tesla, que planeja agora transformar o carro submarino do filme em um de verdade

Criador do PayPal, Tesla, SpaceX e SolarCity, o bilionário sul-africano Elon Musk já possui um novo objetivo em um breve futuro: transformar o "carro submarino" de "007 - O Espião Que Me Amava", um Lotus Esprit branco, em um carro submarino de verdade.

Musk, considerado a 66ª pessoa mais poderosa pelo ranking da Forbes e dono de uma fortuna avaliada em US$ 6,7 bilhões, foi o responsável pelo lance de 616 mil libras esterlinas (cerca de R$ 2,1 milhões) que arrematou o Lotus Esprit, usado no filme do agente secreto, em um leilão da RM Auctions, em setembro passado.

A informação foi publicada na manhã de quinta-feira pelo site Jalopnik e confirmada depois por um porta-voz da Tesla, fabricante de carros elétricos. No comunicado, Musk diz que ficou "decepcionado" ao ver que o carro não se transforma de verdade em um submarino, mas que vai trabalhar em uma "atualização" com equipamentos da própria Tesla para tornar isso real.

Em "007 - O Espião Que Me Amava", James Bond, interpretado por Roger Moore, dirige seu Lotus Esprit em uma perseguição e, para fugir do helicóptero que o persegue, mergulha com o carro dentro d'água. O veículo vira então um submarino, dispara um torpedo para explodir o helicóptero e emerge depois em uma praia, para incredulidade dos banhistas.

Considerando que Elon Musk, de 44 anos, criou a SpaceX, empresa especializada em transporte espacial e que tem contrato com a Nasa, reformar um carro para que seja "navegável" não parece a tarefa mais complicada que ele já encarou.

Elon Musk é o fundador da Tesla, montadora de carros elétricos de alto desempenho
Reprodução/Facebook/Tesla Motors
Elon Musk é o fundador da Tesla, montadora de carros elétricos de alto desempenho


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.