Tamanho do texto

Tudo o que você precisa saber para usar a vestimenta sem cometer gafes

Um terno bem alinhado certamente vai causar uma boa impressão
Think Stock
Um terno bem alinhado certamente vai causar uma boa impressão

Mesmo que o seu trabalho não exija um dress code formal ou você abomine o uso de terno e gravata, não dá pra escapar: homem que se preze deve saber como vestir a indumentária. Pelo menos o suficiente para não perder grandes oportunidades, seja na carreira ou no amor.

Parte da identidade masculina desde o século XVIII, o terno se popularizou entre os emergentes da burguesia durante a Revolução Francesa. Mais simples e discretos, eles deixaram para trás as extravagantes vestimentas dos aristocratas, e desde então são sinônimos de elegância, requinte e discrição -- desde que usados corretamente.

Veja a seguir algumas regras indispensáveis na hora de vesti-los e chega de pagar mico!

Regra 1 : Até o terno mais caro do mundo vai ficar ruim se não estiver ajustado de acordo com os contornos do seu corpo. Economizar no ajuste é bobagem!

Regra 2: Alguns pensam que colarinho de abotoar só podem ser usados em situações casuais, mas na verdade eles caem bem num visual mais alinhado.

Regra 3: Não se empolgue com padrões. Xadrez ou Herringbone (espinha de peixe) em tons discretos passam uma boa impressão sem chamar a atenção.

Regra 4: Pontos de costura visíveis em volta das lapelas não são mais necessariamente sinal de vestuário bem feito. No entanto, eles podem dar um toque especial, contanto que não se sobressaiam. Nada de valorizar a costura.

Regra 5: Alguns caras dizem que você não deve cortar os pontos dos bolsos do paletó porque carregar objetos neles pode deformar a peça. Pura lenda! Afinal de contas, é inútil ter bolsos que não podem ser usados, e sem dúvidas um cartão de visitas ou bilhete não irá estragar o tecido.

Regra 6 : De cara, os ternos de três peças podem parecer um tanto indigestos. Mas quando o colete é cortado rente ao corpo e bainha fica na linha de cintura, você fica elegante e moderno.

Regra 7: O prendedor de gravata nunca deve ficar maior do que a própria gravata. Experimente antes de comprar.

Regra 8: Não esqueça de desabotoar o paletó quando se sentar.

Regra 9: Jamais abotoe o último botão de um paletó transpassado (a menos que haja uma fileira única de botões).

Regra 10: Evite o excesso de acessórios. Se você já está usando um lenço de bolso e um prendedor de gravata, talvez seja melhor reconsiderar aquele broche na lapela.

Regra 11: Guarde seu relógio esporte volumoso à prova de choque para a academia ou aventuras ao ar livre. Com um terno ele pega mal.

Regra 12: Tudo bem deixar o colarinho para cima ao usar um paletó de algodão casual, porém quando você tem que se vestir mais formalmente (digamos, num terno escuro), sempre deixe ele para baixo. Simples assim.

Regra 13: Ao sair com uma gravata, é melhor optar por uma camisa de colarinho menor.

Regra 14: Corrija sua silhueta. Um terno bem feito (de preferência, à mão) pode ser reconhecido a metros de distância -- ele é harmonioso e equilibrado. As calças devem ser justas, os ombros estreitos e a cintura alinhada.

Regra 15: Ternos de flanela cinza caem bem em todas as ocasiões. São elegantes e luxuosos sem chamar a atenção.

Regra 16: Quando o paletó estiver abotoado, deve haver uma distância de um punho entre o seu peito e o tecido -- nem mais, nem menos.

Regra 17: Suas calças devem ficar na altura da cintura (e não dos quadris). Aqui o espaço entre a pele e a roupa não deve ultrapassar um dedo. Caso contrário, não espere que as pessoas deem risada com você.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.