Tamanho do texto

Moon Orbiter terá edição limitada de 25 unidades e cada uma delas custará US$ 115 mil

Moon Orbiter tem pedaços da Apollo 11
Reprodução/Facebook
Moon Orbiter tem pedaços da Apollo 11

A Romain Jerome se acostumou a criar relógios a partir de materiais incomuns como poeira lunas e pedaços de metal do Titanic, que jaz há mais de três mil metros de profundidade no Oceano Atlântico.

A última novidade da marca suíça volta a utilizar poeira lunar, mas vai um pouco além na temática espacial. Componentes da Apollo 11, a primeira nave a pousar na Lua, em 1969, fazem parte do Moon Orbiter - o site oficial da grife não especifica quais componentes.

Com uma coroa retangular de 49 mm por 45 mm, o que já o diferencia dos demais relógios de coroa redonda, o Moon Orbiter vem ainda com pulseira preta em couro de jacaré, cinco cristais de safira em um dos mostradores e bateria de reserva de 42 horas.

O relógio de conceito e design futurista será uma edição limitada de apenas 25 unidades, e quem quiser colocar uma delas no punho terá que desembolsar uma quantia de US$ 115 mil (equivalente a R$ 257 mil). O dono de um acessório como esse fará parte de um grupo tão seleto quanto o de astronautas que pisaram na Lua - 12.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.