Tamanho do texto

Dicas práticas para escolher e usar o conjunto sem cometer erros de proporção e comprimento que prejudicam o visual

Costume: é a versão simplificada do terno, composta de paletó e calça
Men's Market
Costume: é a versão simplificada do terno, composta de paletó e calça

O terno é considerado o traje masculino por excelência. Ele atravessou séculos – sim, os primeiros surgiram na corte de Versailles, na França, feitos para Luis XIV –, sobreviveu aos altos e baixos da moda, foi emprestado para as mulheres e continua sendo parte indispensável do guarda-roupa dos homens. Mas, mesmo com toda essa longa história e tradição, escolher o terno perfeito ainda é um desafio. Justamente por isso, aqui vão alguns toques para ajudar na hora da escolha.

As diferenças

Terno e costume não são a mesma coisa. O terno significa look completo: calça, colete e paletó. O costume é a versão simplificada, ou seja, a dupla calça e paletó. Em geral, a versão completa é um pouco mais formal e remete ao visual do início do século 20, ao estilo Charles Chaplin. E, claro, todas as peças devem ser confeccionadas no mesmo tecido.

Terno: conjunto é composto por calça, paletó e colete, todos no mesmo tecido
Men's Market
Terno: conjunto é composto por calça, paletó e colete, todos no mesmo tecido


Quantos botões?

Atualmente, as duas versões mais comuns de terno contam com um ou dois botões. Os modelos com um botão são mais casuais. Já para ocasiões mais formais, opte por paletós com dois botões. E, tanto para esse último caso, quanto para o colete, quando for sentar, lembre-se de abrir o botão inferior.

Tamanho importa sim!

Quando comprar um terno, o paletó deve ser longo o suficiente para cobrir o zíper da calça. Também fique atento aos ombros: são eles que denunciam se um paletó está no tamanho errado. As ombreiras devem coincidir com a junção entre braços e ombros.

Em relação ao comprimento das mangas, o ideal é que o paletó permita que as mangas da camisa fiquem à mostra, cerca de 1,5 cm. Já o comprimento da gravata deve ficar na altura do cós da calça ou um pouco acima dele.

Para decidir qual o modelo de gravata, é muito simples: a largura dela deve ser a mesma que a da lapela do paletó. É um princípio de equilíbrio que irá, visualmente, dividir seu corpo em proporções iguais. Outro ponto é escolher gravatas em cores mais escuras do que a camisa.

Leia mais: Conheça os diferentes tipos de gravata e aprenda a usá-las corretamente

Mangas: o comprimento deve ser suficiente para deixar um pouquinho da camisa aparecendo
Men's Market
Mangas: o comprimento deve ser suficiente para deixar um pouquinho da camisa aparecendo


Ainda sobre comprimentos, as meias precisam ser longas o suficiente para não mostrar as pernas ao sentar. Sobre a cor, para ocasiões mais formais é interessante usar meias na mesma cor do terno. Mas, nada impede a utilização de modelos coloridos – inclusive, é uma maneira sutil de deixar o visual formal menos quadrado.

Leia mais: Aprenda a usar meias coloridas

É fato que o terno não é o traje dos sonhos de nenhum homem em termos de temperatura. Por isso, para evitar aquelas manchas desagradáveis, a boa e velha camiseta branca vai salvar o dia.

Ocasião formal pede meias da cor do terno
Men's Market
Ocasião formal pede meias da cor do terno

Na prática

Outro ponto é a formalidade – independentemente da quantidade de botões: muita gente só usa quando tem um evento especial. Mas, é possível trazer o terno para uma realidade mais próxima ao dia-a-dia. Exemplo disso é a substituição dos modelos sociais por tênis.  Claro, tudo depende da ocasião e dos complementos: aí sim, uma meia colorida e uma bainha mais curta de calça, rente ao calçado, fazem um combo perfeito. Ah! E não esqueça o cinto – na mesma cor do calçado – para finalizar.

Leia mais no Deles:

Conheça alguns mitos da moda e não erre na hora de escolher o que vestir

O estilo também está nos detalhes, sabia?


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.