Tamanho do texto

De brincos a broches, os acessórios dão um toque diferente ao visual e modernizam qualquer look básico

Assim como as roupas, de seis em seis meses as novidades sobre acessórios são apresentadas pelo mundo. Hoje, os homens encontram tantas opções quanto as mulheres (ok, um pouco menos, mas estamos quase lá!), por isso, a Men’s Market  preparou um resumão com todas as novidades e maneiras de usá-las para atualizar o visual.

Já pensou em dar uma otimizada naquele blazer que está parado? Ou dar um pouco de vida para aquela jaqueta que ficou sem graça? O broche pode ser seu aliado nisso. Além de dar um certo toque de elegância, há modelos bem modernos e cheios de referências para agregar mais personalidade àquelas peças tradicionais. De motivos clássicos a abstratos, eles sugiram nesta estação como item para complementar o visual mais clássico ou o mais moderno.

Na esquerda: 22/4 Hommes; de cima para baixo: Ports 1961 e Dries Van Noten
Men's Market
Na esquerda: 22/4 Hommes; de cima para baixo: Ports 1961 e Dries Van Noten

Ainda sobre broches, os florais não passaram em branco: por mais estranho que soe, eles foram vistos em diversos desfiles. Dos mais discretos aos mais extravagantes, essa tendência não é nem um pouco distante da realidade dos homens comuns – quem nunca viu algum noivo ou padrinho usando broche de flor em casamento? Embora aqui apareçam mais dramáticos, vale digerir de acordo com seu dia-a-dia. Feitos de seda e tecidos leves, ficam legais em contraste com roupas mais sóbrias e cores escuras.

Da esquerda para a direita: Gucci, Dunhill e TNG
Men's Market
Da esquerda para a direita: Gucci, Dunhill e TNG

Outra aparição que não é nenhuma novidade e sempre benvinda pelos homens foi o colar de contas. Irregulares e feitos com materiais naturais, como madeira e pedras, podem ser usados sozinhos ou sobrepostos. Ficam bem com roupas mais fluídas, camisas abertas e tecidos naturais.

Da esquerda para a direita: Dolce & Gabbana, Damir Doma e Lino Villaventura
Men's Market
Da esquerda para a direita: Dolce & Gabbana, Damir Doma e Lino Villaventura

Trazendo um pouco a influência urbana para as passarelas, as correntes vieram em forma de pulseiras e colares. Ora douradas, ora prateadas ou misturadas, as correntes são peças chave para quem curte um acessório mais pesado. Ficam legais em contraste com peças leves, como camisetas, e em produções monocromáticas.

Na esquerda: KTZ; de cima para baixo: Dirk Bikkembergs e Saint Laurent; na direita: Bobby Abley
Men's Market
Na esquerda: KTZ; de cima para baixo: Dirk Bikkembergs e Saint Laurent; na direita: Bobby Abley

O responsável pelo foco nas mãos é o anel. Maiores e mais pesados, os dessa temporada vieram quase sempre prateados ou banhados em ródio. Numa pegada parecida com as dos colares de contas, trouxeram certa referência à natureza, com pedras naturais (muitas na cor turquesa) e formas orgânicas.

Da esquerda para a direita: Les Hommes, Valentino e Gucci
Men's Market
Da esquerda para a direita: Les Hommes, Valentino e Gucci

O mais querido e mais tradicional acessório do acervo masculino, o relógio, apontou para uma direção mais tradicional, deixando os modelos mais futuristas (e olha que o Apple Watch nem chegou no Brasil ainda) de lado.

Da esquerda para a direita: Versace, Tourne de Transmission e Hermès
Men's Market
Da esquerda para a direita: Versace, Tourne de Transmission e Hermès

Esse aqui é o acessório mais conhecido dos brasileiros: pulseiras de couro. A novidade é que desta vez foram mostradas mais suaves, sem muitos detalhes e com pegada mais clean. Em couro liso, elas atraem atenção para o pulso e ficam bem legais com diversas produções.

Da esquerda para a direita: Daks, No. 21 e Bottega Veneta
Men's Market
Da esquerda para a direita: Daks, No. 21 e Bottega Veneta

Quem tem a orelha furada vai curtir essa, são os brincos em uma só orelha. Essa assimetria já foi febre entre os jovens dos anos 90, mas voltaram (e parece que para ficar, visto que não é a primeira vez que eles aparecem em desfiles) fortes nesta temporada. Pequenos e mais finos, esses brincos ficam ótimos em visuais mais street, com tênis e coturnos.

Na esquerda: Rory Parnell Mooney; de cima para baixo: James Long e No. 21; na direita: Casely Hayford
Men's Market
Na esquerda: Rory Parnell Mooney; de cima para baixo: James Long e No. 21; na direita: Casely Hayford

Na Men’s Market  você encontra diversos acessórios para incrementar o visual no dia a dia, não deixe de acessar o site e garantir os seus.

LEIA TAMBÉM
Manual do boné: aprenda a usar o acessório
Undercut X Razor Part: os dois cortes masculinos do momento
Cabelo masculino: veja quais cortes serão tendência em 2016

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.