Tamanho do texto

Veja o guia para evitar que a tão desejada mudança de visual não se torne uma dor de cabeça e muito menos, um pesadelo

Todo mundo gosta de mudar de visual de vez em quando, não é mesmo? Não é à toa que quando as pessoas buscam tais mudanças, além da opção de roupas e vestuário, uma das principais manifestações começa pela cabeça. Justamente nos cabelos!

A maneira como cortamos ou penteamos nosso cabelo é uma das formas mais antigas e visíveis de expressarmos nossa individualidade. Prova disso são as cabeças raspadas de oficiais do exército como forma de padronizá-los, os cortes moicanos do movimento punk na década de 70 e 80 como forma de rebeldia contra o sistema e porque não, o corte “Cascão” do Ronaldo, fenômeno na Copa de 2002. Com base nisso, o colunista da Men’s Market, Bernardo Virtuoso , elaborou este pequeno guia para evitar que a tão desejada mudança de visual não se torne uma dor de cabeça e muito menos, um pesadelo.

1- Esteja preparado

Brad Pitt antes e depois do início das gravações de “Fury“
DIVULGACAO/REPRODUÇÃO
Brad Pitt antes e depois do início das gravações de “Fury“


Toda mudança gera estranhamento em um primeiro momento, então mais do que estar preparado para os comentários ou surpresa dos outros, você deve estar preparado consigo mesmo. Pelo simples fato de que você, mais do que ninguém, deve estar confortável com o penteado pelo qual optou. Uma vez isso feito, estará tranquilo e não irá se importar com eventuais opiniões contrárias. Além disso, já chegar com uma referência no momento do corte, facilita a compreensão do profissional e evita surpresas!

2- Comunicação

Uma vez que você leve a referência, o profissional deve lhe fazer algumas perguntas e até mesmo adequar o corte a sua realidade. Afinal de contas, não é todo mundo que tem o cabelo liso do David Beckham.

Para melhor aproveitamento, busque informar detalhes que ache importantes, como esconder uma entrada, características ou sua impressão a respeito de seu cabelo e até mesmo seu estilo de vida. Não adianta escolher um corte de cabelo que exija cuidados diários se você não tem tempo ou paciência para tal.

3- Ouça

Às vezes essa parte é a mais difícil, pois, conforme dito, o cabelo que você deseja pode não ser possível com seu tipo de cabelo, precisar de mais tempo, tratamento ou pior do que isso, simplesmente não combinar com seu rosto. O profissional deve ser capaz de passar essas informações e você, mais do que entender, deve estar aberto para encontrarem juntos a melhor solução.

4- Mãos à obra

Passados esses processos, basta cortar. Lembre-se que ao final, o que vale realmente é que você se sinta satisfeito e que o novo visual combine com o estilo de vida e momento que vive. Aproveite para se informar quanto aos cuidados e produtos necessários para aprontar e manter o penteado que deseja, isso por si só lhe dará animo e confiança para os desafios do dia a dia.

E para deixar o seu novo penteado perfeito e do jeito que você imaginou, conte com a Men’s Market !

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.