Tamanho do texto

Saiba quais são as empresas e quantos milhões elas desembolsam para patrocinar os clubes mais tops do futebol europeu

Se a sua memória fotográfica for boa, você certamente se lembra de alguns nomes de empresas que estampam suas marcas nas camisas dos times de futebol. No Brasil, cada contrato de patrocínio fechado gera buzz na mídia, mais pelo valor investido que pelo marketing que elas pretendem alcançar.

Quando a Penalty fechou com o São Paulo e a Rebook foi descartada, instalou-se o rebuliço. Quando a Adidas fechou com o Flamengo pelo valor de R$ 38 milhões anuais, idem.

Quem não se recorda das épocas áureas do Palmeiras, hoje segunda divisão, e um dia, graças aos investimentos da ex-toda poderosa Parmalat, conseguiu formar um time de craques dignos de seleção.

A chegada de Ronaldo Fenômeno no Corinthians teve seu positivo impacto financeiro, os investidores se estapeavam por um espaço nas camisetas, das costas às mangas, não importa, o importante é ter a paixão dos brasileiros como fio condutor para promover produtos e empresas, o que possibilita aos clubes contratar jogadores com mais qualidade, dar um up na equipe técnica entre outras melhorias.

Mas, é no velho continente que o bicho pega! Ter o nome da empresa na camisa dos principais times europeus é mais que uma negociação bem sucedida, é um marketing de respeito. O mundo inteiro vai conhecer a marca quando a bola tiver rolando no gramado. Veja quem são os patrocinadores mais poderosos do futebol europeu e quanto eles desembolsaram para fechar as negociações e “bordar” seus nomes nos tops do velho continente:

1 - A montadora Chevrolet vai estampar a camisa do Manchester United na temporada de 2014-2015. Para ter o nome no uniforme dos Diabos Vermelhos eles desembolsaram o valor de US$ 80 milhões , o maior contrato de patrocínio do futebol europeu até hoje.

2 - A Qatar Airways , uma das seis companhias aéreas a ganhar 5 estrelas da Skytrax (conceituada empresa de consultoria do mercado de aviação) pelo seu excelente serviço, desembolsou US$ 38 milhões para patrocinar o Barcelona de Messi . Embora a qualidade incontestável dos jogadores do time, o clube espanhol passou um longo período de sua história sem investidores, com a camiseta lisa.

3 - Nada bobos, os cabeças da empresa de telecomunicações Deutsche Telecom decidiram mostrar sua grife ao mundo com a ajuda do Bayern de Munique , atual campeão alemão. Valor: US$ 37 milhões .

4 - O banco do Reino Unido Standart Chartered escolheu o clube inglês Liverpool para receber US$ 33 milhões de patrocínio anual. O time é um dos que mais ganharam troféus no futebol inglês, contando com dezoito títulos do Campeonato Inglês, cinco Liga dos Campeões, três Copa UEFA, sete títulos da Copa da Inglaterra, oito Copas da Liga e quinze títulos da Supercopa da Inglaterra.

5 - BWIN , o maior site europeu para apostas de jogos sediado na Áustria, aproveitou o sucesso do clube merengue Real Madrid para propagar sua marca, desembolsando US$ 30 milhões por ano.

6 - A multinacional Samsung , com sede em Seul, Coréia do Sul, resolveu se aliar aos londrinos do Chelsea com o investimento de US$ 28 milhões anuais.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.