Tamanho do texto

De olho na expansão global, extinta Lingerie Football League mudou de nome e desembarca no Brasil no ano que vem

BC Angels, de azul, enfrenta o Saskatoon Sirens, em jogo válido pela LFL no Canadá
Reprodução/Site oficial
BC Angels, de azul, enfrenta o Saskatoon Sirens, em jogo válido pela LFL no Canadá


Por que você gosta de ver 22 homens correndo atrás de uma bola? Boa parte dos homens já ouviu essa pergunta de uma esposa, namorada ou amiga, seja por pura curiosidade ou por puro desprezo dela pelo esporte que você tanto gosta e acompanha.

Se a premissa para questionar seu esporte favorito é em cima do número de jogadores e de seu gênero em campo, não há como elas não entenderem os motivos que levam os homens a acompanhar uma partida de LFL, ou Legends Football League, mais conhecida pelo seu extinto nome, a Lingerie Football League.

Aos olhos de quem vê pela primeira vez, trata-se de uma versão feminina do futebol americano, mas com as jogadores - no auge da forma física - em roupas íntimas. No entanto, por trás de "lingeries" (não são as mesmas que você vê na vitrine ou na sua parceira) e tackles, existem 12 equipes, além de uma organização que pretende se expandir mundo afora, e inclua o Brasil nesta história.

A temporada regular da LFL começou no final de março, mas como vai até agosto, você ainda tem tempo de ficar por dentro das regras, dos times e das principais jogadoras, seja pelo aspecto técnico ou visual. Veja abaixo:

Campo:
- 50 jardas de comprimento x 30 jardas de largura (uma jarda = 0,91 m)
- as endzones (zonas de pontuação) têm 8 jardas de comprimento

Tempo de jogo:
- quatro quartos de 8 minutos
- 35 segundos para decidir a jogada e colocar a bola em campo
- 8 minutos de morte súbida (no caso de empate)

Pontuações:
- touchdown = 6 pontos
- conversão da linha de 1 jarda = 1 ponto
- conversão da linha de 3 jardas = 2 pontos
- safety = 2 pontos
- não existe field goal, kickoff ou punt na LFL

Confira algumas das jogadores dos 12 clubes:

São 14 mulheres em campo, sete de cada lado - a dinâmica da partida é muito parecida com a do futebol americano. No ataque, você poderá ver a quarterback, duas corredoras, três recebedoras e uma jogadora de linha ofensiva, enquanto na defesa, são duas jogadoras de linha defensiva, uma linebacker, duas cornerbacks e duas safeties.

As 12 equipes estão dividas em duas conferências e quatro divisões:

Conferência Leste

Divisão Nordeste
Baltimore Charm
Philadelphia Passion
Cleveland Crush

Divisão Sudeste
Atlanta Steam
Jacksonville Breeze
Omaha Heart

Conferência Oeste

Divisão do Pacífico
Las Vegas Sin
Los Angeles Temptation
Seattle Mist

Divisão Centro-Oeste
Chicago Bliss
Minnesota Valkyrie
Green Bay Chill

Dos 12 clubes, seis passam para os playoffs, em forma de mata-mata. Os dois melhores colocados de cada lado garantem vaga nas finais de conferência e aguardam o vencedor entre o líder da outra divisão e o melhor segundo colocado. Os campeões do Leste e do Oeste se enfrentam na grande decisão, a Legends Cup - antigo Lingerie Bowl -, no dia 1 de setembro, em Pittsburgh.

Para a temporada de 2013, dois novos clubes se juntaram às dez que já existiam: Atlanta Steam e Omaha Heart. O Los Angeles Temptation é o grande campeão da LFL, tendo vencido as três edições já disputadas do Lingerie Bowl. O Temptation segue como uma das grandes forças da liga e favorito ao título, seguido de Jacksonville e Seattle.

Expansão e o Brasil

Até 2015, a LFL espera ter clubes operando na Irlanda, Alemanha, Reino Unido e Austrália, fora EUA e Canadá. Depois disso, a liga planeja montar um campeonato na América do Sul com seis equipes de Argentina, Brasil e México.

E o Brasil, além de sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, vai receber também o World Bowl, primeiro mundial da LFL, previsto para acontecer em julho do ano que vem, em São Paulo. A ideia é reunir os quatro campeões das ligas americana, canadense, australiana e europeia. Se você não conseguir um ingresso para o maior torneio de futebol entre países do mundo, há um plano B. Ou plano A, como preferir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.