Tamanho do texto

Suplementos completam o treinamento na academia, mas é preciso ser avaliado antes de começar a tomar, alerta nutricionista

Entrou para a academia e já quer tomar suplementos? Consulte um especialista antes, alerta nutriocionista
Getty Images
Entrou para a academia e já quer tomar suplementos? Consulte um especialista antes, alerta nutriocionista


Você decidiu abandonar o sedentarismo e entrar na academia. Seu objetivo é perder a barriga de cerveja adquirida ao longo de anos de botecos da vida universitária e muitos levantamentos de copo.

Os exercícios se mostram necessários, assim como uma dieta menos baseada em porções de provolones à milanesa. Os suplementos alimentares podem te ajudar nesta missão, mas antes de sair por aí ingerindo pílulas e shakes, conheça os riscos e benefícios a que seu corpo está sujeito.

O nutriocionista Fabiano Robert, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), esclarece aqui os pontos mais importantes:

Por que tomar suplementos?

"Os principais objetivos da nutrição esportiva são promover a saúde, melhorar o desempenho e aperfeiçoar a recuperação após o exercício. Atualmente, a nutrição esportiva é considerada como o segundo fator que mais influencia o desempenho - treinamento é o primeiro. Adequar a rotina alimentar à rotina de treino é sempre interessante, mas é imprescindível uma avaliação nutricional e médica antes de começar."

"Abundância de produtos disponíveis faz com que seja difícil estudar a eficácia deles", afirma Robert
Getty Images
"Abundância de produtos disponíveis faz com que seja difícil estudar a eficácia deles", afirma Robert

Tomar apenas suplementos não é o caminho

"É preciso manter um equilíbrio em cinco áreas: calórico, de nutrientes, hídrico, mineral e vitamínico. Tal equilíbrio é fundamental para a saúde e para o sucesso desportivo. Nos casos em que esse equilíbrio é afetado, o desempenho diminui."

Qual é o seu objetivo?

"Quando o objetivo principal é o emagrecimento, o balanço calórico deve ser negativo, ou seja, devemos ingerir menos calorias do que gastamos com nossas atividades vitais (taxa metabólica basal) e atividades motoras (ações diárias e exercícios). Nesse caso, a diminuição da ingestão de carboidratos e gorduras é importante, mas deve ser controlado, pois, ao contrário do que se pensa, o carboidrato é importante para a manutenção do emagrecimento. Também é importante a prática de uma atividade aeróbica, para otimizar a queima de gordura, e de um treinamento de força, para minimizar a perda de massa muscular."

"Na hipertrofia e na definição, o balanço calórico deve ser positivo, e um importante aporte de proteínas se faz necessário. A modalidade de treino (aeróbico/anaeróbico), a intensidade e a duração, bem como o objetivo, indicarão o aporte de carboidratos necessário."

Consulte um médico

“A abundância de produtos disponíveis e a falta de controle fazem com que seja difícil estudar a eficácia e até mesmo a segurança de todos os suplementos. O recomendado é consultar um médico ou um nutricionista antes do uso, de modo a identificar possíveis contra-indicações. A composição de um determinado suplemento pode não ser indicado para um determinado paciente, de acordo com sua história clínica. Para pacientes renais, por exemplo, o aporte proteico é contra-indicado. Outro paciente que merece atenção é o cardiopata ou hipertenso, especialmente com o uso de termogênicos."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.