Tamanho do texto

Por cerca de R$ 11 mil, And Vinyly consegue produzir até 30 discos com 24 minutos de músicas, piadas ou histórias com as cinzas de um morto. O que você colocaria no seu disco?

Empresa britânica oferece discos de vinil com cinzas de morto por cerca de R$ 11 mil
David Santos Jr / FotoArena
Empresa britânica oferece discos de vinil com cinzas de morto por cerca de R$ 11 mil

Como você gostaria de ser lembrado depois de morrer? A pergunta aparentemente mórbida é o que motiva um dos negócios que tem virado moda recentemente: transformar suas cinzas em um disco de vinil com até 24 minutos de música.

Quem oferece o serviço é uma empresa chamada And Vinyly. Eles utilizam as cinzas dos mortos para fabricar discos de vinil de 12 polegadas. Os interessados deixam uma lista com suas músicas favoritas em testamento ou, caso não haja um, elas podem ser escolhidas pelos familiares.

O serviço de “reencarnação musical” custa três mil libras esterlinas, equivalente a R$ 11 mil. Com as cinzas daqueles que partiram é possível produzir cerca de 30 discos, que podem ser distribuídos entre familiares e amigos. Um dos casos mais curiosos é o de um DJ cuja família queria que continuasse a fazer sucesso nas pistas. A solução foi usar as cinzas do falecido e colocar seus discos para tocar nos locais onde tocava.

A empresa, fundada no Reino Unido pelo produtor musical Jason Leach, em 2009, tem visto um aumento repentino de interessados. O processo, segundo ele, é realmente muito simples. Trata-se do processo comum da fabricação de um disco, com a diferença de ter as cinzas da pessoa como ingrediente adicional.

As possibilidades são variadas. Leach já gravou pessoas contando piadas ou histórias sobre suas famílias. Ele próprio está dividido sobre o que será colocado no disco produzido com suas cinzas. Esta é sem dúvida uma forma criativa de se manter viva a memória de um ente falecido. Qual seria o conteúdo de seu disco?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.