Tamanho do texto

Uísque que "nem os bilionários podem encontrar", garrafas de Pappy Van Winkle chegam a custar até US$ 500 na revenda. Polícia suspeita que o crime tenha sido cometido por alguém de dentro da destilaria

Garrafas de uísque da Old Rip Van Winkle foram furtadas de destilaria de Kentucky
Reprodução/Facebook
Garrafas de uísque da Old Rip Van Winkle foram furtadas de destilaria de Kentucky

A destilaria Buffalo Trace, em Frankfort, no Kentucky (EUA), informou ontem que 195 garrafas do uísque bourbon Pappy Van Winkle (20 anos) e outras nove do rum Van Winkle Family Reserve (13 anos) foram furtadas, um prejuízo avaliado em pouco mais de US$ 26 mil (cerca de R$ 56 mil).

Ao jornal Courier-Journal, da cidade vizinha Louisville, o xerife local afirmou que o furto aconteceu ao longo dos últimos dois meses e é provavelmente um trabalho de alguém que trabalhava na destilaria. Como as garrafas eram estocadas em uma área de acesso restrito, a polícia vai checar quem entrava e saía com frequência dali.

De acordo com o xerife Pat Melton, uma garrafa do uísque 20 anos é vendida por cerca de US$ 130 (equivalente a R$ 280), mas seu valor cresce na revenda e atinge preços entre US$ 300 e US$ 400. A explicação para essa diferença seria a exclusividade da bebida.

Uma matéria de junho deste ano do Wall Street Journal publicou que a Old Rip Van Winkle tem uma produção anual limitada de sete mil garrafas. Em um artigo para a Louisville Magazine, Julian Preston Van Winkle, herdeiro do negócio e bisneto do fundador da marca, disse que até bilionários têm dificuldades de encontrar uma garrafa do uísque: "Seria mais fácil eles comprarem nossa empresa".

* Bebidas alcoólicas são proibidas para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.