Tamanho do texto

Dermatologista Alan Ost esclarece dúvidas sobre a causa e os tratamentos mais indicados para combater o problema

A acne tardia é um problema enfrentado por vários adultos. O problema, típico da adolescência, também pode aparecer após essa fase e causar inúmeros desconfortos.

Por isso, o Blog da Men’s Market  entrevistou o médico dermatologista Alan Ost para esclarecer dúvidas sobre a causa e os tratamentos mais indicados para combater a acne nas peles mais maduras.

Acne pode aparecer até mesmo após a adolescência
Mens Market
Acne pode aparecer até mesmo após a adolescência


Blog da Men’s: Por que a acne tardia aparece?

Dr. Alan Ost:  A causa da acne tardia é multifatorial. Em homens pode estar associada com a pele oleosa por natureza, uso excessivo de cremes inadequados para seu tipo de pele, medicamentos, estresse, poluição ou predisposição genética. Os locais mais acometidos pelo surgimento de cravos e espinhas são o tórax e as costas.

BM: Devemos espremer as espinhas? Existe alguma maneira menos agressiva de removê-las?

AO: Não, nunca se deve espremer espinhas. A pele pode ficar com manchas ou até cicatrizes que se tornam extremamente difíceis de serem removidas no futuro. O ideal é não espremer mesmo e tratá-la com secativos  ou tratamentos indicados pelo seu dermatologista. Em casos nos quais há o predomínio de cravos, uma limpeza de pele sutil ajuda como tratamento coadjuvante.

BM: O tratamento com dermo-cosméticos é realmente eficaz?

AO: Sim, dependendo da gravidade do quadro da acne, os dermo-cosméticos  ajudam bastante e são boas alternativas para evitar medicamentos orais que podem apresentar alguns efeitos colaterais.

BM: Como prevenir o surgimento de novas espinhas?

AO: Existem várias medidas que podem ser tomadas. Lavar o rosto com sabonete  adequado ao seu tipo de pele (seca, mista ou oleosa) no máximo duas vezes ao dia para corrigir a produção sebácea. O uso de medicamentos tópicos que contêm ácidos em sua composição também são muito usados. Também podemos lançar mão de medicamentos orais em casos de recidivas. Sempre procure seu dermatologista para avaliar seu caso e prescrever o melhor tratamento.

BM: Como tratar uma espinha interna?

AO: As espinhas internas são aqueles nódulos dolorosos que apavoram muitos pacientes. Nesses casos geralmente faz-se necessário o uso de antibióticos orais.

BM: E no caso da acne nas costas, os tratamentos são os mesmos que os tratamentos para o rosto?

AO: Não, para a acne nas costas usamos outros tipos de tratamentos, até mesmo porque a pele é mais resistente que a do rosto. Procure o seu dermatologista para verificar o tratamento mais indicado para você.

BM: E se a acne persistir, quais os tratamentos mais indicados?

AO: Em casos de reaparecimento de cravos e espinhas, nos quais realmente nada funcionou, podemos optar pela isotretinoína oral, um medicamento super conhecido dos pacientes. Esse medicamento causa atrofia da glândula sebácea, mas só usamos a isotretinoína em casos de acne severa ou nos quais outros tratamentos não tiveram sucesso terapêutico.

BM: Quais os melhores cuidados para quem tem a pele oleosa?

AO: Higienizar a pele com sabonetes adequados para pele oleosa ou com tendência à acne. Uma boa opção são os sabonetes que contem ácido salicílico. Usar hidratantes adequados também é necessário, lembrando que pele oleosa não significa pele hidratada. Deve-se preferir hidratantes em loção, emulsão ou gel-creme, pois têm textura mais leve e suave do que os cremes concentrados. Usar filtros solares com toque seco, já que temos atualmente uma vasta gama de filtros com toque seco e sem óleo.

BM: Após o surgimento da acne, a pele pode apresentar algumas manchas. Como tratar esse problema e clarear as manchas da pele?

AO: Chamamos essas manchas de hipercromia pós-inflamatória. Podemos tratar com produtos à base de ácidos indicados pelo dermatologista que o próprio paciente utilizará em sua casa. Temos também os tratamentos realizados em consultório como sessões de peeling e a LIP (luz intensa pulsada).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.