Tamanho do texto

Não há riscos para saúde, mas especialista no assunto alerta para perda de eficácia depois que o produto expira

A busca pelo corpo perfeito masculino passa, quase sempre, pelo consumo das proteínas em pó após os treinos de musculação - a sua rápida absorção é de fundamental importância para quem visa hipertrofia muscular. O whey é o mais utilizado (soro do leite extraída durante o processo de transformação do leite em queijo), mas existem também as proteínas retiradas da carne vermelha, por exemplo. 

Proteína em pó
Getty Images
Proteína em pó


E é comum nos depararmos com produtos perto da sua data de vencimento. Algumas lojas, inclusive, colocam descontos atrativos no valor das proteínas que estão perto de expirar. Mas é seguro usar esse tipo de suplemento alimentar mesmo depois da sua data de validade?

De acordo com o Bob Roberts, professor de ciência dos alimentos da Universidade Penn State, nos EUA, não existe risco nenhum em consumir a proteína depois do seu vencimento. "Proteína em pó derivada do leite e da carne é quase impossível de ser estragada se for armazenada em ambiente seco. Os micróbios não crescem assim", disse em entrevista ao Men's Health.

"Obviamente, se for armazenado em um lugar úmido e quente, como um banheiro, por exemplo, os riscos de se estragar são enormes", completou Bob Roberts.

Se não existe risco algum para saúde em utilizar proteína em pó após o vencimento, os resultados podem não ser satisfatórios. Isso porque, quando a data expira, a proteína reage com o açúcar do produto, fazendo com que o aminoácido lisina seja quebrado gradualmente. "Se você perde lisina, o pó pode não funcionar como uma proteína completa", comentou Roberts.

E como saber que a sua proteína está perdendo lisina? Quando passar um ou dois dias da data do vencimento, o professor sugeriu que se coloque um pouco do pó na língua. "Se o gosto for parecido com o de papelão, a eficácia já não será a mesma", finalizou Bob Roberts.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.