Tamanho do texto

Ex-vocalista da banda Calypso foi convidada pela publicação e ainda não deu resposta, mas pode estampar as páginas em breve. Você compraria? Participe votando na enquete abaixo

A revista "Sexy" já tem em mente a personagem que pode estampar sua capa nas próximas edições e causar alvoroço entre os leitores. A cantora Joelma, ex-vocalista da banda Calypso (que agora se chama XCalypso) foi convidada para posar nua e deve dar um retorno em breve.

Adeus, "Playboy". Revista masculina deixará de existir no Brasil em 2016

Joelma na capa da Sexy? Sim, é possível
Divulgação
Joelma na capa da Sexy? Sim, é possível


A informação foi confirmada ao iG  por Henrique Rossi, diretor de redação da publicação. "Nós sempre a admiramos como artista e cantora, ela vem de uma banda famosa e popular. Nosso leitor tem interesse de ver, até porque ela nunca fez nada sensual ou polêmico como estamos propondo", comenta.

"Apesar de não ser nosso perfil, ela tem um apelo bem sensual, ela faz uma dança bem sensual. Além de tudo, é uma mulher que já passou da idade e temos procurado essa mulher brasileira mais madura e com um lado sensual. Acho que com o passar dos anos, a mulher vai ficando mais atraente", diz Henrique.

Joelma está no auge dos seus 41 anos de idade e foi uma das principais figuras da mídia brasileira neste ano ano de 2015. A cantora descobriu uma traição do seu ex-marido Ximbinha (antes Chimbinha) e decidiu se separar, terminando um casamento de 18 anos e deixando a banda que a consagrou no País.

Henrique Rossi admitiu que essa exposição também contribuiu para que fosse feito o convite a Joelma. "Despertamos essa nova visão principalmente por causa da polêmica da separação dela. Procuramos pessoas polêmicas, que estão na mídia, escolhemos pelo momento da mulher. Dependendo da fase, no auge, em evidência. A gente sabe o perfil do leitor", explica.

Thábata Mendes, vocalista do XCalypso
Reprodução
Thábata Mendes, vocalista do XCalypso

"E porque teve a coisa da Thábata Mendes (nova vocalista do XCalypso) que chegou na nossa mão. Mas pensamos: por que não a Joelma? Procuramos a produtora dela, mas ainda não tivemos resposta. É uma coisa que está no ar, bem crua, estamos na expectativa".

Para quem não sabe, Thábata Mendes está com 28 anos de idade e foi chamada por Ximbinha para substituir Joelma. Há o interesse da "Sexy" em ter a nova vocalista em sua capa, mas o foco é outro. "Quem sabe a Thábata também, mas nosso foco é a Joelma. Uma bela representação de uma mulher que sabe o que quer, mais madura", diz Henrique Rossi.

O diretor de redação ainda lembrou de outras mulheres que estamparam a "Sexy" e com esse perfil de mulher madura, como a modelo Núbia Óliiver e a jornalista Fernanda Alves. "Há alguns anos contatamos a Elba Ramalho também, mas conversamos e não deu certo".


FIM DA "PLAYBOY"

Neste mês de novembro, a editora Abril anunciou que encerrará as atividades da revista "Playboy" no Brasil . Ou seja, a partir de janeiro de 2016, a Sexy será a única revista masculina com esse perfil de nu artístico, e Henrique Rossi avalia que as perspectivas da sua publicação são boas, apesar do momento de crise que o Brasil vive.

Henrique Rossi, diretor da Sexy
Reprodução
Henrique Rossi, diretor da Sexy

"Nem pensamos em seguir o mesmo caminho. O mercado editorial está difícil, pela política e pelo País em si, mas temos um respiro e vamos partir para uma visibilidade maior, principalmente publicitário, online e assinatura. Estamos atrás de uma oportunidade boa, já que alguns concorrentes são mais pornográficos e, agora, com o fim da Playboy não vai ter ninguém que vai competir", avisa.

Lá nos Estados Unidos, a "Playboy" também admitiu que não publicará mais fotos de mulheres nuas em suas versões impressas, muito em função da concorrência desleal com a internet. Henrique falou sobre isso.

"A pirataria online existe desde quando a internet surgiu. Antes mesmo de a revista estar na banca, as pessoas recebem as fotos por e-mail. A nossa proposta não é a de deixar de fazer nu no Brasil. Nós temos que ter uma revista masculina com nu de verdade, o Brasil tem essa cultura, sempre teve", finaliza o diretor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.