Tamanho do texto

Levantamento revela que as mulheres também curtem filmes pornôs; que tal testar?

Pintou aquela dúvida: propor ou não para a nova parceira uma sessão de filme pornô? Uma pesquisa recente feita por sites de encontros casuais e filmes adultos confirma uma mudança no comportamento feminino que derruba a ideia de que elas não curtem ver um filminho mais apimentado e com um pouco mais de sacanagem.

Veja também os bastidores do mundo pornô na visão da fotógrafa francesa Sophie Ebrard
Sophie Ebrard/Reprodução


A resposta para a pesquisa comprovou que as mulheres já não querem ter o papel apenas de quem assiste apenas para satisfazer os desejos do parceiro, mas também porque o filme adulto serve sim para excitar e dar mais prazer na hora do “vamos ver”.

E os filmes são diversos, tem para todos os tipos de gosto e até mesmo de cultura relacionada ao desejo sexual. Aquele que antes era visto como parte só do universo masculino, agora cai - cada vez mais - na graça das mulheres. O que é muito bom para eles também, afinal, uma das vantagens dos filmes pornôs é que ajudam a inspirar e permitem a ambos  a descoberta de novos desejos e vontades na cama.

Segundo a pesquisa realizada por dois dos maiores sites de pornografia da internet, o Brasil e as Filipinas estão em primeiro lugar no consumo de conteúdo erótico pelo público feminino.

Segundo o “Pornhub” e o “Redtube”, nos dois países, 35% do consumo de pornografia é realizado por mulheres e 65%, pelos homens. De acordo com as pesquisas o tempo em que cada um permanece nos sites na média mundial é de 10 minutos e 10 segundos para as mulheres, e 9 minutos e 22 segundos para os homens. Ou seja, as mulheres que ainda são em menor número gastam mais tempo á frente das telinhas observando as cenas eróticas dos filmes.

O que elas gostam?

Segundo resultados divulgados pelo PornHub no Brasil, a preferência feminina é pelo lésbico. Essa temática não é a favorita só das brasileiras. Nos Estados Unidos, México, Argentina, Austrália e Canadá o filmes com homossexualidade feminina também são o mais vistos. Mas, no Afeganistão, o que mais agrada é o pornô com atores negros, enquanto no Japão e na China o favorito é o sexo com desenho animado, o famoso hentai.

Para a consultora do site C-date, Carla Cecarello, essa abertura do público feminino aos filmes eróticos se deve ao fato de que muitas mulheres se sentem mais livres, principalmente entre as adeptas do sexo casual, que deixam de lado muitos preconceitos e os tabus impostos pela sociedade.

Que tal propor?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.