Tamanho do texto

Normalmente relacionada a problemas de saúde, estudo revela que a obesidade pode fazer bem à vida sexual masculina; entenda

Não há surpresas no fato de que a obesidade traz inúmeros riscos à saúde, como doenças cardíacas, diabetes, pressão alta e aumento no risco de derrames, mas especialistas alegam que o excesso de peso também pode beneficiar homens.

Leia mais: Confira sete maneiras para segurar a ejaculação por mais tempo

De acordo com estudo, obesidade faz homens durarem um minuto e meio a mais no sexo
Shutterstock
De acordo com estudo, obesidade faz homens durarem um minuto e meio a mais no sexo

De acordo com um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Erciyes, na Turquia, apesar de ser normalmente relacionada à disfunção erétil, a obesidade pode oferecer benefícios à vida sexual dos homens.

Segundo a pesquisa, há uma relação direta entre o tamanho do indivíduo e a quantidade de tempo que ele “dura” nas relações sexuais antes de atingir o orgasmo. Especialistas afirmam que aqueles que têm excesso de gordura na região abdominal e IMC (Índice de Massa Corporal) mais alto também são mais vigorosos durante o sexo.

Enquanto, em média, homens demoram cerca de seis minutos para ejacular, uma relação sexual com um homem obeso tende a ser até um minuto e meio mais longa.

Leia mais: 13 curiosidades sobre o sêmen que você precisa saber

E os magrinhos?

O estudo também encontrou correlações entre peso e problemas de ejaculação precoce . De acordo com a pesquisa, pacientes que lidam com o problema desde cedo tendem a ser mais magros e, além disso, a incidência dele tende a cair conforme o peso da pessoa aumenta.

Por que isso acontece?

O resultado observado é parecido com o que os cremes eróticos “retardantes” fazem: suspendem a ejaculação e fazem com que a pessoa precise de mais estímulos – e, consequentemente, mais tempo – para alcançar o clímax. Mas por que homens obesos contrariam as expectativas e podem até acabar “dispensando” essa ajudinha externa?

A razão por trás desta descoberta está no quadro hormonal dos homens que sofrem de obesidade: aqueles que estão acima do peso têm maior presença do estradiol, hormônio sexual feminino que causa certa inibição do orgasmo masculino.

Estudos relacionados

De acordo com outra pesquisa , realizada em 2015 pelo site BigDudeClothing.co.uk (um e-commerce de roupas masculinas plus size), homens que têm obesidade são o tipo físico preferido de 38% das 2,5 mulheres entrevistadas. Ao serem perguntadas sobre o motivo da escolha, 42% das mulheres que preferem os mais "cheinhos" disseram que "eles parecem mais dispostos a proporcionar prazer para a parceira do que para eles mesmos" e que "eles são mais cuidadosos e gentis".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.