Tamanho do texto

Uma pesquisa indica que quem vê pornô regularmente pode se sentir insatisfeitos com o sexo a dois por criar expectativas que não dá para realizar

Você é daqueles que adora gastar o tempo livre vendo pornografia na internet? A masturbação pode até dar aquele prazer momentâneo, mas se você é comprometido é melhor ficar esperto. Um novo estudo aponta que os homens que assistem a vídeos pornôs regularmente estão mais propensos a se sentirem insatisfeitos com os próprios relacionamentos.

Ver muita pornografia pode trazer insatisfação no relacionamento
shutterstock
Ver muita pornografia pode trazer insatisfação no relacionamento


Leia também: Teste: você é viciado em pornô?

Pesquisadores da Universidade de Indiana e da Universidade do Havaí realizaram uma analise para entender melhor o efeito da pornografia na satisfação geral de uma pessoa. O resultado foi publicado na "Human Communication Research".

Detalhes do estudo

Segundo informação do portal britânico “Daily Mail”, os pesquisadores analisaram 50 estudos sobre a ligação entre o pornô e a satisfação pessoal, incluindo dados de mais de 50 mil pessoas de dez países. Depois das análises, foi concluído que os maiores índices de insatisfação estão entre os espectadores do sexo masculino.

As perguntas que serviram de base para esse estudo foram: “O consumo de vídeo pornô tem impacto na satisfação dos consumidores?” e “Em caso afirmativo, esse impacto é negativo ou positivo?”. Segundo os pesquisadores, esses questionamentos já foram adotados em vários estudos.

Insatisfação no relacionamento

A surpresa foi que embora esse universo pornô esteja fortemente relacionado com o prazer da pessoa, os pesquisadores descobriram que esses produtos refletem de forma negativa nos relacionamentos, trazendo insatisfação. O detalhe é que isso só se aplica aos homens.

Diferente dos homens, as mulheres que buscam conteúdo erótico não se sentem infelizes no relacionamento
shutterstock
Diferente dos homens, as mulheres que buscam conteúdo erótico não se sentem infelizes no relacionamento


Leia também: Confissão de ator sobre "vício" desde os 12 anos abre polêmica sobre pornografia

Por outro lado, não foi encontrada nenhuma ligação entre as mulheres que tem hábitos de sempre buscar conteúdo erótico e a infelicidade no relacionamento. 

Por que os homens são as "vítimas"?

A resposta pode estar na expectativa que é criada. O homem, ao assistir a vídeos eróticos , tenta levar aquilo que vê para a vida real e geralmente acaba se decepcionando, já que esses filmes seguem um roteiro e os atores estão simulando um prazer que muitas vezes não existe.

Efeito nas mulheres

As mulheres não ficam presas na ideia de tentar reproduzir o que assiste na cama, mas isso não significa que elas não gostem de conteúdo erótico e que esse universo é dominado pelo público masculino.

Leia também: "Tenho 31 anos, sou viciado em pornô, mas nunca fiz sexo"

Uma recente pesquisa feita pelo site pornô “PornHub” revelou que as mulheres têm procurado mais pornografia em dispositivos móveis do que os homens. Os resultados indicam que 80% dalas visitam o site por um smartphone ou tablet, enquanto o público masculino representa 69%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.