Tamanho do texto

Novo estudo aponta que homens com determinados tipos de sangue são mais propensos a desenvolver problemas de ereção; descubra se é o seu caso

Um estudo realizado na Universidade de Ordu, na Turquia, descobriu que o tipo sanguíneo do homem tem um forte efeito nas ereções. De acordo com os pesquisadores, ele pode até mesmo determinar se você apresenta ou não risco de desenvolver disfunção erétil .

Leia também: Pesquisa aponta alimento natural melhora disfunção erétil em três semanas

Homens com o tipo sanguíneo O apresentam menos chance de ter disfunção erétil em relação aos tipos A, B ou AB
shutterstock
Homens com o tipo sanguíneo O apresentam menos chance de ter disfunção erétil em relação aos tipos A, B ou AB

Os pesquisadores descobriram que homens com o tipo sanguíneo O são menos propensos a sofrer com a disfunção se comparados com homens com sangue de tipo A, B ou AB. De acordo com o estudo, aqueles que têm o sangue do tipo A e do tipo B são quatro vezes mais propensos a sofrer com problemas de ereção em relação ao tipo O. Enquanto isso, para indivíduos com o tipo AB, esse risco se torna cinco vezes superior.

Leia também: Especialistas apontam o segredo para aumentar ereção

A justificativa para essa variação está no fato dos tipos sanguíneos que não sao o O terem uma concentração maior de uma proteína responsável pela coagulação sanguínea, e isso faz com que os riscos de problemas de ereção aumentem.

Os responsáveis pela pesquisa analisaram 350 homens com 60 anos ou mais. Entre eles, 111 tinham disfunção erétil. Depois disso, eles analisaram o tipo de sangue de cada individuo, descobrindo a relação entre o tipo de sangue e o desenvolvimento do problema de ereção.

O que fazer?

O seu tipo de sangue é algo impossível de mudar, mas existem outras coisas que você pode fazer para aumentar a ereção naturalmente. Em entrevista ao portal britânico “Daily Star”, o médico e urologista Vijay Sanger explicou que um estilo de vida saudável é essencial para garantir a saúde do pênis. 

O urologista sugere comer frutas e vegetais pelo menos cinco vezes por dia e diminuir a quantidade de carne vermelha na dieta. “Você também deve praticar pelo menos 30 minutos de exercício físico entre três a cinco vezes por semana”, orienta.

Leia também: Erva pode ajudar homens que sofrem de disfunção erétil; saiba mais

Por isso, antes de culpar o tipo sanguíneo por seus problemas de ereção, certifique-se que você tem uma rotina saudável e consulte um urologista para tirar todas as suas dúvidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.