Tamanho do texto

Teve sexo oral apimentado, objetos no ânus, pênis quebrado com prostituta e ainda outros casos bem inusitados que apareceram nas salas de emergência

Embora sejam difíceis, as lesões sexuais acontecem. O problema é que muitos homens e mulheres estão aparecendo nas salas de emergência com problemas um tanto quanto inusitados. Alguns casos são simples de resolver, já outros precisam de tempo, medicamentos e até cirurgia.

Leia também: Descubra a posição sexual campeã em fazer o pênis quebrar

Médicos contam os casos de lesões sexuais mais inusitados que já atenderam no plantão
shutterstock
Médicos contam os casos de lesões sexuais mais inusitados que já atenderam no plantão


Quer saber quais são as lesões sexuais mais loucas já vistas pelos médicos? Então veja relatos reais, divulgado pelo portal americano “Men’s Health”, de profissionais que atenderam pessoas que foram parar no hospital por motivos nada convencionais:

1. Sexo oral picante

“Uma vez, eu tratei uma mulher cujo parceiro tinha feito sexo oral nela imediatamente depois de comer alguma comida picante. O molho quente que o parceiro consumiu antes do ato sexual deixou queimaduras leves na região genital”, conta Gabe Wilson, médico de emergência que trabalha no Texas, Estados Unidos.

via GIPHY


2. Objetos no ânus

“Enquanto eu era residente em cirurgia geral, encontrei alguns objetos únicos alojados no reto de algumas pessoas. Em um caso, tivemos que remover cirurgicamente uma bola de baseball rosa do reto do paciente, em outro caso, uma batata de tamanho significativo”, fala Joshua Zuckerman, cirurgião plástico de Nova York.

via GIPHY


3. Doces na vagina

“Uma mulher entrou no hospital com um desconforto extremo na área da virilha. Ela estava com as pernas inquietas, quase como se ela fosse uma criança de três anos que quisesse ir muito ao banheiro. Ao me aproximar dela e do marido, ouvi um alto ruído e resolvi fazer alguns testes para determinar a origem de sua dor. Depois que os resultados saíram, o casal nos contou o que aconteceu”, relata o médico da Califórnia David Meyers.

via GIPHY


“Eles estavam passando sua primeira noite sozinhos, sem o filho recém-nascido, e a esposa introduziu doces – balas recheadas – na vagina para celebrar a experiência. Mas quando o marido realizou uma intervenção oral na esposa, os doces explodiram e imediatamente causaram irritação, inchaço e queimação. Então, irrigamos a área, prescrevemos um anti-histamínico e a mulher se recuperou por completo”, completa o especialista.

4. Pênis fraturado

“Teve um dia que um homem fraturou o pênis em uma relação sexual com uma prostituta. Quando o vi na sala de emergência, ele estava com sua esposa, e ela disse que ele havia batido em um poste de luz. Essa era a história que o homem contou a ela. Eu, obviamente, sabia que ele estava mentindo, porque você só pode fraturar o pênis de maneiras bem específicas, então eu pedi a sua esposa que fosse embora para ele poder falar de forma privativa o que realmente aconteceu. Com o tempo, ele conseguiu se recuperar, e a esposa não desconfiou de nada”, expõe o urologista de Illinois Robert J. Hartman.

via GIPHY


Leia também: Pênis ereto ao acordar é normal? Desvende os mistérios envolvendo a ereção

5. Ferimentos no pênis após sexo oral

"Um novato da faculdade entrou com um inchaço peniano que era realmente impressionante. Era um pênis muito, muito inchado, e o rapaz estava com raiva. Ele teve um par de pequenos ferimentos na pele do eixo do pênis. Depois de muitos questionamentos, ele admitiu que estava recebendo sexo oral de outros calouros com aparelhos. A estrura metálica  fez feridas no pênis, e os restos de comida, germes e bactérias presos no aparelho pioraram as feridas. Após o uso de antibióticos, ele ficou bom”, lembra Robert.

via GIPHY


6. Anel preso no pênis

“Havia um anel preso no pênis de um homem de 60 anos de idade. Ele tinha disfunção erétil, e estava tendo dificuldade em manter uma ereção, então ele leu que colocar um anel no pênis poderia ajudar. Adivinha... ele colocou o anel de casamento em seu pênis em vez ao invés de comprar um propício para isso. O sangue ficou preso, não conseguia voltar para o corpo e o membro ficou inchado”, fala novamente o urologista.

“Os médicos primeiro tentaram usar um cortador de anel padrão para resolver o problema, mas eles não tiveram sucesso. Acontece que o anel era de titânio, e não havia cortadores de anel para isso. Liguei para uma joalheria local. Eles não tinham nada. Então eu tentei o departamento de bombeiros local, e eles também não tinham nada. Neste ponto, eu estava muito preocupado, mas consegui colocar minhas mãos em uma célula circular de ponta de diamante [lâmina de serra] para tirar o anel eficientemente. Cortando esse anel, a região ficaria tão quente devido a fricção que uma enfermeira teria de jogar água no anel para arrefecer a temperatura”, acrescenta o médico.

via GIPHY


Leia também: O que é priapismo? Condição faz pênis ficar ereto por horas e causa impotência

“Parecia com o anel do Senhor dos Anéis, mas preso em um pênis. Naquele dia, eu aprendi que você não pode dobrar titânio, então tivemos que tentar tudo de novo e fazer um corte original e preciso. Esse cara se curou perfeitamente e aprendeu que ele pode usar Viagra para resolver o problema de disfunção erétil sem causar lesões no membro”, finaliza Robert.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.