Tamanho do texto

Ryan James cobra de R$ 984 a R$ 29,5 mil por uma noite de luxo e afirma que mulheres não buscam apenas sexo, mas, sim, uma experiência diferente

O australiano Ryan James, de 31 anos, tinha um emprego estável na área de finanças, mas decidiu largar tudo para se tornar um garoto de programa inspirado por uma ex-namorada que já fazia esse tipo de trabalho. Ryan literalmente mudou de vida e, hoje, cobra de 200 a 6 mil dólares australianos (em torno de R$ 984 a R$ 29,5 mil) por seus serviços íntimos e conta o que as mulheres que querem quando buscam seus serviços.

Leia também: "Já me masturbei vendo meus vídeos": brasileiro revela como é ser ator pornô

Ryan James é garoto de programa e conta o que as mulheres pedem quando buscam pelo serviço dele
Reprodução/Instagram
Ryan James é garoto de programa e conta o que as mulheres pedem quando buscam pelo serviço dele


Em entrevista ao programa de TV australiano “The Morning Show”, o australiano dá detalhes da sua nova ocupação e como foi no começo. O garoto de programa lembra que logo no início contou apenas para os amigos mais próximos qual seria sua nova forma de ganhar dinheiro.

“Eu não contei para eles [minha família] no começo, eles descobriram um pouco mais tarde. Foi uma reação mista, mas eles não me tratam de forma diferente por causa disso”, conta o australiano. “Provavelmente não é o tipo de coisa que os pais escolheriam para seus filhos, mas eles ainda me tratam bem.”

Classificando seu trabalho como algo “recompensador”, Ryan também compartilhou os pedidos mais populares das clientes. Ele explica que as mulheres não o procuram apenas pelo sexo , mas também para viverem novas experiências e para serem ouvidas.


“Definitivamente, o jantar que eu ofereço é o que faz mais sucesso”, afirma o rapaz que prepara um cenário que considera envolvente para fazer uma refeição e conhecer melhor a mulher. Ele também costuma visitar o hotel ou a casa da cliente para oferecer uma experiência mais personalizada e intimista.

Ryan chama esse serviço de uma “noite de encontro de luxo” e, para isso, cobra 3,5 dólares australianos (em torno de R$ 9,3 mil) por seis horas de prazeres e mimos. Se a mulher quiser uma festa do pijama durante a noite com direito a café da manhã, isso custará cerca de 4,5 dólares australianos (em torno de R$ 11,8 mil).

Leia também: O gozo é real? E o prazer? Atriz brasileira revela curiosidades da pornografia

Segundo o australiano, quase todas as clientes buscam por companheirismo. “Pelo que vejo, os homens estão mais focados no lado sexual da coisa. As mulheres também estão focadas no sexo – elas não viriam me procurar sem esse detalhe –, mas passamos muito tempo apenas conversando”, garante.

O que elas desejam de um garoto de programa?

Garoto de programa fala que o jantar que ele oferece é o que as mulheres costumam mais gostar por apreciarem a companhia
Reprodução/Instagram
Garoto de programa fala que o jantar que ele oferece é o que as mulheres costumam mais gostar por apreciarem a companhia


Ele fala que muitas das mulheres com quem se encontra podem facilmente ir a um bar, conhecer um cara e fazer sexo sem compromisso, porém Ryan sabe que elas querem mais que isso. Elas buscam uma experiência diferente.

“Às vezes elas [as mulheres] se divorciaram recentemente ou ainda são casadas, mas não têm momentos íntimos há muito tempo. Eu também tenho clientes que são casais que querem sexo a três e mulheres que são virgens.”

A faixa etária das mulheres que buscam pelo serviço tende a variar. “A cliente mais jovem que eu tive foi de 20 anos”. O galã australiano admite que a maioria das mulheres não têm fantasias específicas ou excêntricas que sonham em realizar com ele.

Leia também: Atriz pornô brasileira dá dicas de sexo para você surpreender a parceira 

“O que elas querem é que o foco esteja nelas. Muitas gostam de retribuir, mas querem que seu prazer esteja em evidência. Quem busca alguém com certa experiência sexual pode ter dificuldade de encontrar em um bar, mas um homem como eu pode providenciar isso”, finaliza o garoto de programa .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.