Tamanho do texto

Pesquisadores brasileiros afirmam que a descoberta pode ser mais eficaz do que o Viagra, estimulando a ereção em 20 minutos e mantendo por uma hora

Cientistas podem ter descoberto uma maneira nova e bizarra de ajudar a tratar a disfunção erétil nos homens. Segundo pesquisa realizada no Brasil, a toxina de uma das aranhas mais venenosas do mundo pode ajudar os homens a ter um desempenho melhor no sexo.

Leia também: Adeus perda de ereção? Estudo indica que azeite é mais eficaz que Viagra

A disfunção erétil pode ser solucionada com um gel feito com o veneno de uma perigosa aranha brasileira
Divulgação
A disfunção erétil pode ser solucionada com um gel feito com o veneno de uma perigosa aranha brasileira


A aranha armadeira, que faz parte da família Phoneutria (palavra que significa “assassina” em grego), tem uma picada que pode ser mortal para os humanos. No entanto, cientistas brasileiros afirmam que o veneno, se utilizado da forma correta, pode ajudar na disfunção erétil e beneficiar milhares de homens.

Com base nos estudos, os cientistas criaram um gel baseado no veneno da aranha que eles afirmam que pode ser mais eficaz do que o conhecido Viagra. O assunto ganhou destaque internacional e foi noticiado por portais como os britânicos “The Sun” e “Mirror”. O estudo foi publicado no Journal of Sexual Medicine .

Leia também: 7 fatores que podem causar disfunção e que você pode evitar 

O gel BZ371 foi inspirado no priapismo, que é uma ereção persistente e que acaba se tornando dolorosa, que a picada da aranha causa nos homens. Mas fique calmo que, em vez de ser dolorosa, os estudos descobriram que uma quantidade muito pequena da toxina pode realmente dobrar o fluxo sanguíneo no pênis e é isso que ajuda a manter mantê-lo ereto.

Solução da disfunção erétil?

via GIPHY


Os testes feitos em voluntários mostraram que é possível alcançar uma ereção com o gel em menos de meia hora e, o melhor de tudo, sem ter efeitos colaterais. Os especialistas afirmam que o gel funciona aumentando os níveis de óxido nítrico no corpo masculino, ampliando os vasos sanguíneos, permitindo que mais sangue seja bombeado com facilidade para o pênis.

Em entrevista ao Journal of Sexual Medicine , uma das cientistas do estudo, a professora Maria Elena de Lima, diz que, sem qualquer estimulação, foi possível ver a ereção dos homens 20 minutos após usarem o gel e o efeito durou por 60 minutos. “Esse resultado sugere que o gel é capaz de induzir a ereção, independentemente da estimulação sexual", explica.

Leia também: Falta de ereção? 10 maneiras simples para escapar desse problema

Ela acrescenta que o gel tem o “potencial de ser uma opção segura e eficaz para pacientes com disfunção erétil ”. A invenção também pode beneficiar as mulheres, já que os cientistas sugerem que o tratamento feito com o veneno dessa mesma aranha também pode ser usado para melhorar a libido feminina.