Tamanho do texto

Eduardo Siqueira trabalha com equoterapia e teve a ideia de pintar o cavalo Cherokee para a festa da filha Alice, de um ano, que teve o tema de unicórnio

Cherokee foi o convidado de honra da festa de aniversário de um aninho de Alice, uma garotinha que mora na cidade de Pinheiros, na região norte do Espírito Santo. Todo mundo ficou animado quando ele chegou por lá, afinal, não são todos os aniversariantes que recebem a visita de um unicórnio em plena reunião familiar.

Leia também:  Veja dicas para fazer decoração de unicórnio para festa infantil

A vida de Eduardo e seus familiares está uma loucura: todo mundo quer conhecer o unicórnio do Espírito Santo
Reprodução/Facebook
A vida de Eduardo e seus familiares está uma loucura: todo mundo quer conhecer o unicórnio do Espírito Santo

Aos que perguntam como foi possível o animal sair das histórias encantadas e protagonizar o aniversário de Alice, o pai da aniversariante revela o segredo: “Minha esposa teve a ideia de fazer o tema da festa de unicórnio, e, como eu sou fisioterapeuta e trabalho com equoterapia, tenho um rancho que é cheio de cavalos. Na brincadeira, pensamos em fantasiar o Cherokee, que é um dos cavalos da fisioterapia, de unicórnio ”, conta Eduardo Siqueira aos risos.

O animal, que é de Maria Eduarda, a irmã de Alice, passou por uma pequena transformação antes de chegar na festa. Eduardo e Thábitta pintaram o rabo dele e tiveram muita criatividade na hora de criar um chifre. “Quando surgiu a ideia, todo mundo riu. Achavam que não daria para fazer, mas criamos um chifre de EVA e conseguimos. Foi muito simples”, explica o fisioterapeuta.

A aniversariante Alice ficou encantada quando viu que um unicórnio de verdade chegou na sua festa de aniversário
Arquivo pessoal
A aniversariante Alice ficou encantada quando viu que um unicórnio de verdade chegou na sua festa de aniversário


O aniversário foi só para amigos íntimos e familiares dos pais de Alice, mas logo despertou a curiosidade de desconhecidos nas redes sociais. As fotos e vídeos da festinha da garota receberam tantas curtidas e compartilhamentos, que já se pode dizer que Cherokee é o unicórnio mais famoso do pedaço.

“Teve uma repercussão muito grande. Tem gente até querendo visitar o rancho para ver o Cherokee de perto. Ficamos surpresos porque a gente não esperava isso. Queríamos apenas fazer uma surpresa para nossa filha, que ama cavalo e unicórnios. A Alice, quando chega no espaço, até chora para andar de cavalo”, diz Eduardo.

Para Eduardo, Alice ama cavalos desde a barriga da mãe. Na foto, Thábitta aparece grávida da garotinha que fez um ano
Arquivo pessoal
Para Eduardo, Alice ama cavalos desde a barriga da mãe. Na foto, Thábitta aparece grávida da garotinha que fez um ano


O momento em que o animal chegou na festa foi simples aos olhos dos adultos, mas incrível para as crianças. A comemoração estava rolando normalmente até que o pai de Alice disse para as elas que um ser encantado apareceria dentro de poucos minutos. O aviso foi o suficiente para os pequenos pararem a brincadeira e começarem a imaginar o que poderia acontecer.

 “Elas ficaram muito animadas, começaram a me seguir e quando viram o unicórnio, fizeram pedidos, vídeos e tiraram várias fotos. O Cherokee é um dos cavalos mais carismáticos do rancho, não deu trabalho algum”, completa o fisioterapeuta, todo orgulhoso.

 Saúde do cavalo

Assim que as fotos viralizaram, Eduardo foi questionado sobre o produto que utilizou para pintar o cavalo Cherokee
Reprodução/Facebook
Assim que as fotos viralizaram, Eduardo foi questionado sobre o produto que utilizou para pintar o cavalo Cherokee


Assim que as fotos da festa de Alice viralizaram nas redes sociais, muitos perguntaram para Eduardo qual foi a tinta utilizada para pintar o rabo do animal no dia da festa. Embora seja por uma boa causa, é claro que a atitude do fisioterapeuta causou preocupação em algumas pessoas que amam animais.

Eduardo conta que também pensou nisso antes de “fantasiar” um de seus cavalos mais queridos e diz que todos podem ficar tranquilos, pois ele fez questão de procurar uma tinta que não agredisse a pele do "unicórnio".

Leia também: Pai esconde surpresa para filho antes de falecer e ele só descobre anos depois

“Foi uma preocupação minha. Eu comprei a tinta em uma loja de cosméticos, dessas que são usadas para pintar o rosto das crianças no carnaval. Existiam outras tintas mais em conta nas lojas, mas eu preferi comprar essa que é mais cara. Eu pensei que se não faz mal para uma criança, não vai fazer mal para o cavalo também”, afirma.

Assim que a festa terminou, no fim de semana passado, o fisioterapeuta tratou de dar um banho em Cherokee, que precisa estar ainda mais saudável para cumprir sua agenda, já que além de funcionário do centro de fisioterapia, agora ele também é um unicórnio procurado para tirar fotos e realizar desejos.  “Lavei o rabo dele com shampoo neutro e na primeira lavada, já saiu toda a tinta, sem problemas”, revela o homem.

 A vida da família mudou

A irmã da aniversariante, Maria Eduarda, é a dona do cavalo Cherokee, que virou unicórnio no fim de semana passado
Reprodução/Facebook
A irmã da aniversariante, Maria Eduarda, é a dona do cavalo Cherokee, que virou unicórnio no fim de semana passado

Com a repercussão da festa de aniversário de Alice, Eduardo diz que seu telefone não para de tocar. Pronto para fazer do limão uma limonada, o fisioterapeuta não quer que o unicórnio caia no esquecimento e pensa em aproveitar a imagem do animal para melhorar seu centro de equoterapia e atrair pacientes.

Depois de ficarem conhecidos com as fotos que viralizaram, os familiares de Alice não tiveram mais sossego em casa
Arquivo pessoal
Depois de ficarem conhecidos com as fotos que viralizaram, os familiares de Alice não tiveram mais sossego em casa


“O meu foco é a equoterapia. O unicórnio, agora, será mais um recurso. A fama também será bem aproveitada para divulgar o centro”, diz ele, que pensa em ir mais longe. “Já estamos conversando sobre a possibilidade de alugar o espaço para festas de aniversários, mas precisamos planejar direitinho pelo fato de ser um local que faz tratamento de saúde, não podemos misturar as coisas sem planejamento”, diz.

 A importância da equoterapia


O pai de Alice conta que ama os animais e conseguiu unir o útil ao agradável quando descobriu que poderia trabalhar com a fisioterapia e os cavalos ao mesmo tempo. Para ele, o dia a dia no rancho é enriquecedor e é importante que as pessoas saibam o quanto esse tratamento pode ajudar crianças que sofrem de paralisias ou outros tipos de deficiências.

Leia também: Pai ganha festa com tema supermercado, e ideia viraliza nas redes sociais

“Uma estagiária que trabalhou com a gente fez uma pesquisa sobre os benefícios da equoterapia e apontou vários pontos importantes. Conseguimos comprovar com a nossa rotina que a equoterapia trata todo mundo: o profissional, o paciente, a família do paciente, e até quem cuida dos cavalos”, garante o criador do unicórnio do Espírito Santo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.