Tamanho do texto

A mineira Lu Gatuza, torcedora do Galo, foi a vencedora entre 26 candidatas

Neste final de semana (24 e 25), ocorreu em São Paulo o desfile de anúncio da vencedora do concurso de  musas do Brasileirão 2018, que reuniu 26 candidatas, uma para cada time da série A.

Da esquerda para a direita: Carla Machado, da Chapecoense; Lu Gatuza, do Atlético-MG; e Juliana Santos, do São Paulo compõem o pódio das musas do Brasileirão de 2018
Luis Carlos Naga/M2 Mídia
Da esquerda para a direita: Carla Machado, da Chapecoense; Lu Gatuza, do Atlético-MG; e Juliana Santos, do São Paulo compõem o pódio das musas do Brasileirão de 2018

Enquanto o Palmeiras foi coroado o campeão na noite do domingo, a madrugada elegeu outra equipe para chegar ao topo da classificação: o Atlético-MG. Representante do Galo, a bombeira militar Lu Gatuza, saiu vitoriosa dentre as musas do Brasileirão .

Além de bombeira, aos 26 anos ela se tornou digital influencer dando dicas de estilo de vida . Ela declarou que não pensa em sair da corporação tão cedo, mas que quer "aproveitar todas as oportunidades que o título trará", e expressou seu sonho de trabalhar na TV.

Leia também: Musa paraguaia, Fabíola Martinez exibe corpo em ensaio sensual

Em segundo lugar ficou a musa do São Paulo, Juliana Santos. Ela disse que já não acreditava no pódio, mas que a torcida ajudou muito. A terceira colocada, Carla Machado, da Chapecoense, contou sobre sua surpresa com a conquista, e completou "O concurso me fez recuperar a autoestima".

A musa das musas do Brasileirão

Bombeira Militar e aspirante ao show business: Lu Gatuza deu ao Atlético-MG um título no dia decisivo do Brasileirão
Divulgação/Luis Carlos Naga/M2 Mídia
Bombeira Militar e aspirante ao show business: Lu Gatuza deu ao Atlético-MG um título no dia decisivo do Brasileirão

Representando o último time do G6, a mineira Lu Gatuza disse que sabia de seu potencial, mas que mesmo assim ficou surpresa com a vitória. Já casada, ela decidiu entrar no concurso pela credibilidade e pela repercussão nacional - coisas fundamentais para consolidar sua carreira como modelo.

Com 1,67 m, a bombeira, que tem 99 cm de quadril, 66 cm de cintura e 84 cm de busto, confessou que para ser musa, não basta ser bonita. Para o site do concurso, Lu disse que é preciso simpatia e alegria em representar o seu time do coração.

Não é só o pódio que conta

Elaine Ferrareto, do América-MG, deu outro título a Minas na disputa das musas do Brasileirão: o de Musa Simpatia 2018
Divulgação
Elaine Ferrareto, do América-MG, deu outro título a Minas na disputa das musas do Brasileirão: o de Musa Simpatia 2018

As finalistas do concurso elegeram outras entre si para disputar outros títulos. Por exemplo, a Musa Simpatia 2018 foi a cabeleireira Elaine Ferrareto, que vestia as cores do América-MG.

Leia também: Musa das eleições está solteira e revela o que é preciso para conquistá-la

Os internautas também tiveram suas vozes ouvidas, e eles elegeram Fernanda Lippi, do Corinthians, como Musa do Brasileirão Internet 2018. Em 15 dias de votação, foram 1 milhão de votos. Fernanda agradeceu seus fãs, dizendo que "ser escolhida pelo público tem um gostinho especial" - uma alfinetada nas outras musas do Brasileirão .

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.