Tamanho do texto

Daniel perdeu de peso, mudou de profissão e participa de corridas em várias partes do Brasil. Nutricionista dá detalhes sobre a dieta e o uso de aplicativos

Querer emagrecer é o desejo de muita gente e, para conseguir um resultado rápido, são inúmeros os tipos de regimes e shakes milagrosos. Mas foi usando um aplicativo de dieta dos pontos que o ex-policial e professor de educação física, Daniel Gomes da Silva Sobrinho, conseguiu emagrecer, em um ano, 23 kg sem deixar de comer nada do que gosta.

Daniel emagreceu 23kg, em um ano, com dieta dos pontos e o aplicativo Dieta e Saúde
Arquivo pessoal
Daniel emagreceu 23kg, em um ano, com dieta dos pontos e o aplicativo Dieta e Saúde


Por acaso, em junho de 2014, Daniel encontrou um aplicativo para ajudar a seguir a dieta dos pontos , baixou sem muita esperança e começou a mudar a alimentação. Depois de uma semana, levou um susto ao subir na balança e descobrir que já tinha perdido 3 kg.

"Pokémon Go" ajuda fotógrafo canadense a emagrecer 11 kg e mudar a dieta

“Eu já havia tentado de tudo, todo o tipo de dieta miraculosa : a da sopa, a da proteína, a do shake. Estava tão descrente que quando vi que tinha emagrecido procurei outra balança para confirmar essa informação”, conta.

Alerta

A nutricionista Juliana Wood explica que, normalmente, nesses tipos de aplicativos a pessoa coloca informações, como peso e altura, e é feito um cálculo de quantas calorias o usuário deve consumir por dia. O problema, segundo a especialista, é que não há um monitoramento do que a pessoa está comendo.

“O aplicativo não considera o individual, a hereditariedade e fatores culturais. A pessoa precisa aprender a comer, se não ela pode consumir a quantidade de calorias necessárias apenas com alimentos que não são saudáveis”, alerta Juliana.

 A nutricionista completa dizendo que o aplicativo pode ser um aliado se houver a orientação de um profissional qualificado que acompanhe esse processo e cobre para que os exames laboratoriais sejam feitos regularmente.

Dieta vegana: Wagner Moura conta como emagreceu 13 quilos em dois meses

Correndo atrás do prejuízo

Depois de um tempo, o ex-policial diz que começou a perder menos peso e, para não desanimar e continuar queimando calorias, começou a fazer caminhadas . “O que mais gostei nessa dieta é que não precisei deixar de comer nada que gostava, principalmente doces. Quando você caminha ou corre, além de colocar o corpo em ativa você ganha mais pontos e pode comer mais”, explica. O aplicativo ainda disponibiliza conversas com nutricionistas para acompanhar a evolução de cada um e tirar dúvidas. 

Daniel foi pegando gosto pelo exercício e a caminhada deu espaço à corrida . Logo, ele realizou o sonho de correr na São Silvestre, participou da Maratona do Rio de Janeiro e agora se prepara para correr na UPHILL, em Santa Catarina. “Essa é a prova mais difícil do Brasil, porque todo o percurso é composto por ladeira. Para me preparar, uma vez por semana eu subo o Pico do Jaraguá correndo”, diz.

O ex-policial participou da Maratona do Rio de Janeiro e outras corridas
Arquivo pessoal
O ex-policial participou da Maratona do Rio de Janeiro e outras corridas


Mudando de profissão

Além de policial, Daniel era professor de educação física do ensino fundamental. “Era muito difícil achar farda para do meu tamanho e como eu era professor de escola achava que não precisava ser magro”, revela. Depois que começou a dieta, ele resolveu voltar a estudar e, hoje, quer trabalhar como personal trainer focado em ajudar as pessoas a perderem peso.

Vencedor do Hell's Kitchen emagrece 30 kg depois de fora da namorada

Compartilhando experiência

Hoje, o professor pesa 87kg e diz que sua meta é chegar aos 80kg, mas não tem pressa para isso. Daniel adora compartilhar sua história com pessoas que querem emagrecer, pois acredita que a motivação é fundamental. “Quando me procuram eu falo que emagrecer é uma maratona com muitos quilômetros. Precisamos dar o primeiro passo para começar a correr atrás da mudança. Não precisa mudar drasticamente, mudei aos poucos e hoje me acostumei com uma vida saudável”, aconselha.

Além da mudança física, a dieta dos pontos e a corrida resultou em melhoras na saúde de Daniel. “Tinha muito refluxo porque comia muito à noite. Também estava com gordura no fígado, pré-diabetes e dores no joelho. Hoje tudo está estabilizado e as dores foram embora”, finaliza. 

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.