Tamanho do texto

Especialista fala quais medicamentos são indicados, quando transplante capilar é necessário e quais tratamentos são um completa furada

Não são apenas as mulheres que dão importância para os fios de cabelo, a falta deles causa dor de cabeça em muitos homens. Isso acontece porque eles são parte importante do visual, ou seja, problemas nessa área costuma mexer com a vaidade. Até há estudos que indicam  que é dos carecas que elas mais gostam, mas aqueles caras que têm a cabeça totalmente raspada e não os que sofrem de calvície.  

A calvície é algo que pode ser prevenido ou até revertido. Especialista fala quais são as alternativas
shutterstock
A calvície é algo que pode ser prevenido ou até revertido. Especialista fala quais são as alternativas


“O cabelo é uma área completamente relacionada à beleza, logo a sua queda afeta diretamente a autoestima do homem. Estudos comprovam inclusive melhoras na vida sexual de pacientes que tiveram a calvície revertida com medicamentos ou transplantes capilares”, afirma Thiago Bianco, especialista em saúde dos cabelos e cirurgião do ramo.

Os fatores que podem causar a queda dos fios e aquelas famosas “entradas” são diversos. O especialista explica que isso pode estar relacionado a doenças, como distúrbios orgânicos, dietas restritivas que afetam todo o organismo e também fatores genéticos.

Por que homens são mais afetados?

Bom, você já deve ter reparado que a falta de cabelo afeta muito mais os homens do que as mulheres e isso acaba acontecendo por questões hormonais, já que eles possuem uma quantidade maior de hormônios masculinos, principalmente a testosterona, que em índices elevados influenciam na saúde dos fios.

Leia também: Adeus calvice ou falhas na barba! Conheça técnicas de implante capilar

“A princípio os fios ficam com aspecto ralo, apresentando um afinamento progressivo, e depois vem a queda, pois os folículos capilares masculinos têm mais avidez pelo hormônio DHT, que são os responsáveis pela perda dos fios”, explica Thiago.

via GIPHY


Tipos de tratamentos

Se você sofre com isso, saiba que há algumas opções para reverter essa situação. O especialista fala que hoje, o principal tratamento contra a queda capilar é a Finasterida , um medicamento que atua bloqueando uma enzima que inibe a produção de DHT.

“A medicação pode apresentar alguns efeitos colaterais incômodos, como a perca do apetite sexual e a diminuição do volume ejaculatório”, acrescenta.

Quem sofre com deficiências vitamínicas, o indicado por Thiago é o Pantogar . “É um suplemento que supre carências proteicas essenciais para saúde dos cabelos, unhas e pele. Após o consumo, os pacientes relatam o fortalecimento das unhas e dizem que os fios ficam mais saudáveis e resistentes à queda”, conta.

Vale ressaltar que os medicamentos atuam de forma preventiva, ou seja, se você já é uma pessoa calva, os remédios não terão efeito. Nesse caso, o especialista afirma que a única alternativa de tratamento para um resultado definitivo é o transplante capilar .

Cuidado com enganações

O cirurgião alerta que é preciso ficar atento aos tratamentos que não são confiáveis, como aqueles que prometem reverter o quadro em poucos meses, com o uso de medicações duvidosas que na verdade não surtem efeito. Outro mito que ronda é que raspar a cabeça faz com que os fios crescerem com mais força.

Leia também: Homens mais baixos correm mais risco de ficarem carecas, aponta estudo

“Também deve ser evitado sempre lavar o couro cabeludo com água quente e aos primeiros sinais de descamação, coceira ou vermelhidão deve-se procurar um especialista para realizar um checkup capilar e avaliar a saúde do couro cabeludo para evitar a calvície”, completa Thiago. E sempre é aconselhado procurar um médico ou especialista antes de usar qualquer medicação ou tentar algum tratamento, até os caseiros, para não colocar a saúde em risco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.