Tamanho do texto

Pesquisador canadense analisou estudos sobre infecção viral e os sexos

Um pesquisador canadense pode ter encontrado a prova que todo homem precisava para mostrar às mulheres que, sim, a gripe masculina é mais forte do que a feminina. Kyle Sue, professor da Memorial University of Newfoundland, no Canadá, avaliou o maior número possível de pesquisas relacionadas à doença e às diferenças entre os sexos e chegou ao resultado que todo homem gostaria de ouvir – para azar das mulheres.

Leia também: Antes e depois: relembre as transformações que bombaram em 2017 

Apesar da gripe do personagem Sheldon ser diferenciada, representa bem a visão das mulheres sobre a gripe dos homens
CBS/Reprodução
Apesar da gripe do personagem Sheldon ser diferenciada, representa bem a visão das mulheres sobre a gripe dos homens

De acordo com a análise publicada esta semana no periódico especializado British Medical Journal, os homens não estão exagerando quando reclamam mais que as mulheres dos sintomas da gripe . A verdade mais provável é que eles teriam uma resposta imunológica menor do que elas quando o problema é a infecção viral.

Leia também: Marido acha que coletor menstrual é medidor de arroz e o usa na cozinha

Sue explica em sua análise que uma série de estudos realizados em ratos ou amostras de células humanas sugere que as diferenças entre os sexos masculino e feminino e até mesmo entre os hormônios do estresse afetam de formas diferentes os resultados da doença, favorecendo as mulheres.

Vale lembrar, entretanto, que ainda não há um estudo específico sobre o tema. Mesmo assim, os levantamentos que já foram feitos mostram que os homens são os que mais morrem ou são internados por conta da infecção viral, enquanto elas respondem melhor às vacinas contra o vírus.

Outras pesquisas avaliadas também mostram que a testosterona pode diminuir a reposta do sistema imunológico, enquanto determinados hormônios femininos fortalecem essa mesma reposta.

Opinião do autor

Em entrevista ao site do jornal britânico “The Guardian”, o pesquisador afirma que acredita que sua pesquisa realmente mostra que os homens têm uma resposta imunológica inferior a das mulheres quando se trata da infecção. “Mostra que eles têm sintomas mais fortes, que duram por mais tempo e ainda que os homens têm mais risco de serem hospitalizados ou morrerem.”

Leia também: Mulher não acredita que negro em aeroporto é rico, mas ele dá a melhor resposta

Ainda assim, o próprio autor admite que existem outras diferenças entre homens e mulheres que podem levar a estes resultados. O principal talvez seja o fato das mulheres cuidarem mais da própria saúde do que os homens. O resultado final, sendo assim, é que são necessárias mais pesquisas para dizer se a gripe masculina é realmente mais forte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.