Tamanho do texto

Pesquisa indica que a fruta tem propriedades que não fazem mal para o corpo, ajuda a dar energia e tem ação anti-inflamatória, controlando a dor

Evite bebidas isotônicas e analgésicos! Uma banana pode oferecer a seu corpo tudo o que ele precisa para se recuperar de um treino pesado, indica um novo estudo publicado no PLOS One. Para chegar a esse resultado, as propriedades da fruta foram comparada com os benefícios da água e das bebidas isotônicas – que são muito usadas na prática esportiva.  

Leia também: Aprenda treino de alta intensidade que queima gordura, define e ajuda o coração

Comer banana pode ajudar muito mais do que tomar bebidas isotônicas, segundo estudo
shutterstock
Comer banana pode ajudar muito mais do que tomar bebidas isotônicas, segundo estudo


A equipe do estudo recrutou 20 ciclistas treinados e analisou o que pode ajudar em termos de recuperação pós-exercício físico. De acordo com o site americano “Men’s Health”, os pesquisadores descobriram que comer banana tinha um efeito similar ao da bebida isotônica quando se trata de substituir nutrientes e prevenir a inflamação pós-treino.

Mesmo sendo realizado com um número pequeno de pessoas, o estudo traz resultados interessantes. David Nieman, principal autor da pesquisa e diretor do Human Performance Lab da Appalachian State University, fala que, em 2012, já tinha feito um estudo que indicava os benefícios dos açúcares contidos nessa fruta para quem pratica atividade física.

Leia também: Aprenda um treino de hipertrofia para ficar como o Aquaman de "Liga da Justiça"

“Também descobrimos que as bananas contêm 18 metabólitos únicos que apareceram no sangue de atletas que as consumiram, mas não sabíamos o que esses metabólitos estavam fazendo no corpo deles”, lembra o pesquisador.

Foi justamente isso que esse novo estudo quis descobrir. Os novos dados indicam que os metabólitos da banana "derrubam" um gene que promove a dor e a inflamação após o exercício. "Este gene da enzima COX2 é o mesmo gene em que a aspirina e o ibuprofeno agem para conter a dor", explica.

Benefícios pós-treino

Embora o ibuprofeno e outros anti-inflamatórios sem esteroides estejam entre os medicamentos mais populares entre os atletas e demais pessoas que fazem academia, Nieman fala que esses comprimidos podem causar danos às células que promovem a inflamação após o exercício.

via GIPHY


"Por esse motivo, dizemos aos atletas para não usar [esses medicamento]", conta o especialista. "Para nossa agradável surpresa, descobrimos que de forma natural, a fruta está funcionando como isso [esses analgésicos], mas sem os riscos que os medicamentos oferecem". Ele também lembra que o excesso de ibuprofeno pode prejudicar os ganhos musculares.

Junto com essa defesa natural contra a dor pós-treino e a inflamação, Nieman ressalta que as bananas também podem ajudar os atletas a se recuperarem mais rapidamente após o exercício. “Não há dúvida de que essas bebidas esportivas funcionam, mas ao analisar essa fruta, o perfil do açúcar presente é quase o mesmo”, aponta. “Mas a fruta também tem outros nutrientes, como vitamina C, vitamina B6 e fibras, além dos metabólitos únicos, que não são encontrados nos isotônico.”

Alinhando a fruta ao treino

Bom, já deu para perceber que a fruta traz muitos benefícios, mas você deve estar se perguntando como inserir esse alimento em sua rotina de treino. Nieman recomenda comer meia banana antes ou no meio de um treino intenso para ajudar no desempenho. Coma a outra metade depois de terminar o treino para evitar inflamação e dor no dia seguinte. Além disso, esqueça as bebidas isotônicas, mas você pode beber água à vontade.

Leia também: Corpo de lutador: Lyoto Machida fala 5 segredos da dieta para manter o físico

Outro alimento que também pode ajudar no treino é uma pequena porção de mirtilos. “Estamos começando a mirar os mirtilos, porque pensamos que eles podem ter efeitos ainda melhores que a banana”, expõe o pesquisador. “O futuro da nutrição esportiva vai ser os fitoquímicos (compostos de natureza química) da fruta.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.