Tamanho do texto

Uma prática foca na repetição e garante ganhos mais efetivos de massa muscular, a outra é mais dinâmica e proporciona mais força e flexibilidade

Musculação ou pilates? Essa dúvida não costuma ser comum, tudo porque uma modalidade é muito bem aceita pelos homens que querem definir o corpo e a outra geralmente é vista com certo receio. Ambas as atividades físicas trazem ganhos positivos, entretanto possuem muitas diferenças. Enquanto uma garante maior ganho de massa muscular e cansa pela repetição, a outra traz treinos dinâmicos e focados na consciência corporal, mas que também dão definição.

Leia também: Pilates é para homem, sim! Método ajuda a tonificar músculos e melhora o sexo

Especialistas falam das diferenças entre o pilates e a musculação e quais benefícios cada método traz para os homens
shutterstock
Especialistas falam das diferenças entre o pilates e a musculação e quais benefícios cada método traz para os homens


A princípio é bom definir como funciona cada método. A professora do Studio MetaLife Radhija Mussi explica que o pilates foi criado pelo mestre autodidata Joseph Hubertus Pilates com o objetivo de melhorar a saúde física das pessoas trabalhando a coluna e deixando o corpo forte e flexível. O princípio da prática está muito focado em centralizar a força do corpo na parte central dele, por isso, costuma ser indicada para o fortalecimento abdominal.

Joseph começou a dar aulas em um estúdio localizado no centro da Broadway e como havia muitas escolas de balé no local, as bailarinas procuravam o instrutor com o intuito melhorar performances e o condicionando físico. Esse pode ser um indício  do motivo que tornou a prática tão popular entre as mulheres. Mas o tempo passou e muitos homens começaram a procurar esse método para também melhorar a postura e ganhar flexibilidade e força. “O ‘preconceito’ de que é algo para mulher está caindo por terra”, afirma a professora.

Já a musculação conta com exercícios gerais que trabalham grandes grupos musculares, com movimentos mais tradicionais e que não focam necessariamente na postura, diferente do pilates, como fala o professor da Bio Ritmo Isaias Leme Vieira Junior. Fora isso, outro detalhe importante é que os ganhos no corpo começam a aparecer devido às repetições e é por este motivo que os treinos na academia só são trocados de meses em meses.

Para quem o pilates é mais indicado?

O pilates garante aos homens flexibilidade e mobilidade articular, pois os exercícios atingem musculaturas mais profundas e intrínsecas do corpo e esses são seus principais benefícios. Se você procurar uma atividade mais dinâmica e personalizada, provavelmente se dará bem com esse método, mas isso não significa que esse tipo de treino é algo leve, muito pelo contrário, costuma ser tão exaustivo quanto a musculação.

A principal diferença entre as práticas está na execução dos exercícios que interferem nos ganhos e riscos de lesões
shutterstock
A principal diferença entre as práticas está na execução dos exercícios que interferem nos ganhos e riscos de lesões


“A musculação trabalha movimentos isolados, em séries e repetições com uma periodização específica para cada um. Esse tipo de treino se torna cansativo para algumas pessoas”, fala Radhija. “O pilates também trabalha de forma específica, porém temos um repertório ilimitado onde não é necessário realizar séries, diversificamos com exercícios diferentes, mas que trabalham a mesma musculatura. A aula nunca é a mesma”, completa.

Quando optar pela musculação?

Junior concorda que o pilates trabalha com exercícios que partem de uma estabilização postural, combinando a ativação de músculos profundos e grandes músculos, com fluidez, respiração, concentração e consciência postural, porém ressalta que não tem o mesmo impacto que a musculação, portanto se você pretende aumentar o volume muscular , a segunda opção é a mais indicada.

“A musculação propicia, dependendo do tipo de treino, aumento de volume muscular, ganho de força, definição muscular, fortalecimento da estrutura óssea, bem como fortalecimento do coração”, afirma o professor.

Cuidados importantes

Outra grande diferença é que a musculação pode ser feita em uma academia cheia de gente e com música agitada – que geralmente é colocada para dar mais pique. O pilates, por outro lado, trabalha a mente conectada com o corpo.

“Pensando no princípio da concentração, nada pode interferir seu treino, ambiente, pessoas e até a própria mente que muitas vezes ‘não desliga’. A consciência corporal adquirida traz uma melhora na organização da postura, alívio de dores e as não compensações mecânicas e posturais”, diz a professora do método.

Leia também: 7 erros comuns na musculação que prejudicam o ganho de massa muscular

Pilates é método indicado para homens que querer melhorar resistência, flexibilidade e tonificar músculos
shutterstock
Pilates é método indicado para homens que querer melhorar resistência, flexibilidade e tonificar músculos


Para fazer os exercícios de forma correta, você precisa colocar sua força nas partes certas do corpo, por isso, a prática garante essa tal de consciência corporal. Além disso, a respiração também desempenha um papel fundamental, pois é um dos princípios mais importantes do método. “É importante trabalhar a tridimensionalidade da caixa torácica, redirecionando o ar para todo pulmão a fim de oxigenar melhor os músculos para ter uma boa eficácia de contração. Eu falo para meus alunos ‘respira, não importa como! Só não fica sem respirar’”, brinca Radhija.

A musculação não trabalha dessa forma e a falta da auxilio acaba levando a uma má execução dos exercícios e isso pode causar problemas. “Mais do que entrar e sair dos aparelhos, é importante uma boa execução tanto no início quanto do final da realização dos exercícios, pois normalmente são nestes momentos as pessoas não estão focadas ou estão cansadas pela série executada e acabam fazendo o exercício com uma má postura o que pode gerar uma lesão”, coloca Junior, que também ressalta que isso indica a importância de se exercitar com o auxilio de um profissional.

Como ter ganhos mais efetivos?

Quando estiver na academia, não se sabote! Fazer tudo correndo e de qualquer jeito para acabar logo costuma ser comum e a dica do professor é que, para ter ganhos mais efetivos, é necessário dar amplitude aos movimentos, realizar os exercícios no ângulo certo, ter velocidade de execução, dar intervalo entre as séries e entre os exercícios e também o ter tempo de descanso entre um dia e outro de treino. Outro detalhe é prestar atenção à quantidade de peso que está levantando, puxando ou empurrando.

“Cada indivíduo responde de forma diferente para o trabalho com pesos, e cada objetivo requer uma quantidade diferente de pesos. O que devemos avaliar é se dentro da série proposta pelo professor, o aluno consegue realizar todas as repetições ou se chega próximo ao final delas. Já se o aluno consegue realizar com facilidade e não sente muito os músculos, a carga está insuficiente”, expõe Junior.

Ambas as práticas garantem ganhos e são exaustivas, entretanto uma preza pela repetição e outra pela variação
shutterstock
Ambas as práticas garantem ganhos e são exaustivas, entretanto uma preza pela repetição e outra pela variação


Leia também: Hipertrofia: veja dicas de exercícios e dieta para ganhar massa e "crescer"

Já o pilates por ser feito com ou sem aparelhos, mas o uso de equipamentos pode garantir resultados mais efetivos. “Cada equipamento foi criado para facilitar e muitas vezes dificultar a execução dos exercícios. Desde a maneira como entra no equipamento e até a forma de sair é importante para uma melhora da organização do corpo e, principalmente, evitando quedas e traumas”, fala Radhija.

Tempo de duração

As duas modalidades contam com treinos variados que atendem os propósitos e objetivos de cada pessoa. Junior diz que não é possível especificar um tempo médio de um treino de musculação, pois isso depende da série realizada, entretanto ele coloca que mesmo sendo diferentes, os exercícios seguem a mesma linha de raciocínio.

O tempo de um treinamento de pilates é de 50 a 60 minutos. “Existe começo, meio e fim. Iniciando com pré-pilates, exercícios de Mat, exercícios de fortalecimento, consciência corporal, equilíbrio nos equipamentos, alongamento e relaxamento. Essa é a fórmula para garantir excelentes resultados”, conclui a professora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.