Tamanho do texto

“Tentaram convencê-la de que não havia futuro comigo", conta Justin, que, no dia da cerimônia, não conseguiu conter a emoção por estar se casando com alguém que viveu tantas experiências e superou tantos obstáculos a seu lado

A sociedade é regida por padrões estéticos e, frequentemente, pessoas que não correspondem a esses padrões são “esquecidas” em diversos âmbitos. Quando se fala em relacionamentos e sexualidade, por exemplo, a imagem de pessoas com deficiência física não é nem a primeira, nem a segunda e provavelmente nem a terceira coisa que vem em mente. A história emocionante de Justin Boisvert, porém, mostra que essas pessoas são, sim, feitas para finais felizes.

Leia também: "Outras áreas são sensíveis", diz mulher paraplégica sobre redescobrir o sexo

Justin nasceu com paralisia cerebral e, em razão da deficiência física, se locomove com a ajuda de uma cadeira de rodas
Reprodução/Instagram: @Katiemariephotography_
Justin nasceu com paralisia cerebral e, em razão da deficiência física, se locomove com a ajuda de uma cadeira de rodas

Justin nasceu com paralisia cerebral, distúrbio neurológico crônico que afeta os movimentos do corpo e a coordenação muscular. Em razão dessa deficiência física , ele precisa do auxílio de uma cadeira de rodas para se locomover, e, apesar de ter frequentemente encontrado pessoas que desistiam de ter “algo a mais” com ele em razão da deficiência, não desistiu de encontrar um amor. Foi então que, dez anos atrás, Justin conheceu Sabrina, a quem hoje chama de esposa.

Como tudo começou

Ele conheceu Sabrina há dez anos após ser deixado de lado por algumas pessoas que não queriam lidar com sua condição
Reprodução/Instagram: @Katiemariephotography_
Ele conheceu Sabrina há dez anos após ser deixado de lado por algumas pessoas que não queriam lidar com sua condição

“Nós nos conhecemos em um site de relacionamentos, éramos apenas adolescentes ‘zoando’ na internet. Foi ela que mandou mensagem primeiro, comentando sobre como gostava dos meus olhos e do meu sorriso. Eu também a achei bonita, então pedi para trocarmos nossos e-mails. Ela concordou”, conta ele em um relato no site “Love What Matters”.

Conforme a relação progrediu, Sabrina pediu para ver Justin pessoalmente, algo que o deixou um pouco inseguro. “No começo eu hesitei porque não havia contado a ela que nasci com paralisia cerebral e uso uma cadeira de rodas . Estava nervoso. Normalmente essa era é a parte em que a maior parte das meninas me colocava na ‘friend zone’ ou apenas passava a me ignorar”, desabafa.

Leia também: Noivo se emociona por ter pai presente em casamento e fotos viralizam

Com Sabrina, porém, não foi assim. Após a hesitação, Justin contou a ela a respeito de sua condição e, segundo ele, a única resposta da moça foi: “Está tudo bem, você ainda é humano, certo?”. A partir disso, os dois começaram a sair juntos, estão juntos desde então e mostram que, apesar de Justin não conseguir se locomover sem a cadeira de rodas, isso não é um empecilho tão grande quando há amor genuíno.

“Fomos a shows de rock, jogos de futebol e hóquei e ela ia a todos os meus jogos de ‘sledge hockey’ [hóquei para pessoas com deficiência] e chegou a me ver ganhar um campeonato”, conta Justin, ressaltando que, além disso, os dois fizeram inúmeras viagens, visitaram cachoeiras, acamparam e se divertiram como qualquer casal. Apesar da vontade de superar o obstáculo físico e viver essas experiências juntos, porém, o relacionamento foi marcado por outras dificuldades.

“No começo, ela enfrentou muitas críticas vindas de alguns familiares e amigos dela. Eles não entendiam minhas circunstâncias e tentaram convencê-la de que não havia futuro comigo. Ela brigou com eles e disse que não me amaria menos só porque eu não posso andar”, relata, acrescentando que, com isso, Sabrina “abriu” os olhos dessas pessoas, fazendo-as enxergar Justin de outra forma.

Casamento emocionante

No dia do casamento, Justin não conseguiu conter a emoção ao ver Sabrina entrando na igreja
Reprodução/Instagram: @Katiemariephotography_
No dia do casamento, Justin não conseguiu conter a emoção ao ver Sabrina entrando na igreja

Por tudo o que passaram juntos (incluindo a superação da dor após perdas em ambas as famílias), Justin considera Sabrina o amor de sua vida, a chama de “anjo enviado por Deus” e diz não saber o que fez para merecê-la. Não à toa, o rapaz simplesmente não conseguiu conter a emoção ao ver a amada andando em direção a ele no altar há algumas semanas quando se casaram.

“Quando a vi andando na minha direção, apenas não conseguia respirar. Nunca havia visto nada tão deslumbrante e bonito na vida. Não consegui não me perder em emoções. Não havia nada no mundo que eu quisesse mais do que dizer ‘eu aceito’ e fazer dela minha esposa“, conta Justin.

Leia também: Pai e filha realizam sonho e se formam juntos em faculdade nos Estados Unidos

A fotógrafa contratada para registrar o casamento , Kate Marie, também se emocionou com a cena. “Às vezes, aquelas fotos rápidas tiradas quando você só tem alguns segundos acabam sendo as mais poderosas. Pela primeira vez em minha carreira, minhas fotos me arrepiaram”, comenta ela em uma postagem no Instagram.

Com a união oficializada, os Justin e Sabrina seguem com o objetivo de cultivar o amor e as experiências positivas mesmo com a deficiência física dele. “Há algumas semanas, na nossa lua de mel, ela me levou para fazer snorkel e nadar com golfinhos pela primeira vez”, completa.

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.