Tamanho do texto

Segundo urologista, a prática de esportes como ciclismo, motocross, alguns tipos de luta e modalidades que usam bolas são campeões em acidentes

Seja por lazer ou para manter o físico, muitos homens não abrem mão da prática de esportes. Independentemente de ser um futebol com os amigos, uma partida de vôlei, uma luta ou uma horinha de natação, todas as atividades físicas merecem cuidados especiais, principalmente quanto às regiões mais sensíveis do corpo como olhos, dentes, boca e, é claro, as partes íntimas.

Segundo urologista, a prática de esportes como lutas, ciclismo e motocross pode gerar contusões na região íntima
Shutterstock
Segundo urologista, a prática de esportes como lutas, ciclismo e motocross pode gerar contusões na região íntima


Esses cuidados são necessários porque, durante a prática de esportes , os homens estão sujeitos a fazer movimentos errados, levar boladas e cotoveladas, sofrer algum tipo de queda ou passar por outros incidentes que podem machucar e prejudicar regiões como os testículos . Uma lesão nessa parte do corpo masculino pode causar muitas complicações e Mauricio Rubinstein, professor doutor em medicina pela UERJ, esclarece algumas questões para evitar isso.

Quais esportes são mais perigosos para a região íntima masculina?

Segundo o especialista, há esportes que realmente podem oferecer mais risco aos órgãos genitais masculinos e, entre eles, as lutas, como judô, jiu-jitsu e MMA, ganham destaque. O ciclismo, o motocross, os jogos com bola e hipismo são outros exemplos de modalidades esportivas que podem causar traumas na bolsa escrotal.

Consequências e prevenção de acidentes durante a prática de esportes

Rubinstein ressalta que as contusões testiculares podem acontecer quando um homem é atingido por objetos, como uma bola, e também por meio de contato físico. Além de uma forte dor local, uma contusão dessas gera hematomas e pode até levar ao rompimento da cápsula do testículo.

As complicações que um acidente  durante a prática de um esporte pode causar vão depender da gravidade do trauma. De acordo com ele, ser atingido por uma bola ou colidir com algo pode gerar contusões testiculares, algo que causa desde hematomas até o rompimento da cápsula do testículo.

Além disso, o especialista explica qu, acidentes assim podem ter consequências sérias e duradouras, como dores crônicas, alterações estéticas na região, hipogonadismo (mau funcionamento dos testículos) e até infertilidade.

Uma das formas de prevenir uma possível lesão é usar a coquilha (um suporte específico para a área genital masculina), e a recomendação de Rubinstein é de utilizar esse item ao praticar os esportes classificados como mais arriscados para os testículos . Uma dica para quem curte pedalar é utilizar um selim ergonômico durante o ciclismo, pois esse tipo do banco, além de mais confortável, diminui as chances de haver traumas na região genital.

Em caso de danos, como é feito o tratamento?

O urologista explica ainda que, quando acontece algum acidente durante a prática de esportes , o mais indicado é o homem ser avaliado por um especialista, pois é necessário fazer um ultrassom da bolsa testicular e analisar a extensão da lesão. O tratamento dessa lesão vai depender do diagnóstico , podendo variar entre uma simples aplicação de gelo local até o uso de anti-inflamatórios e analgésicos. Em casos mais graves, pode ser necessário realizar um procedimento cirúrgico de emergência. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.